Tour House traça metas de sustentabilidade e diversidade até 2030

|

Divulgação
Mateus Passos, CEO Tour House Eventos e coordenador do Comitê de ESG
Mateus Passos, CEO Tour House Eventos e coordenador do Comitê de ESG
O Grupo Tour House anunciou hoje (30), em coletiva de imprensa, aquilo que considera um "novo marco na história da empresa". A Tour House apresentou três metas de ESG (sigla traduzida como Ambiental, Social e Governança) que englobam se tornar uma companhia 100% carbono negativo até 2025 e promover a presença de colaboradores pretos e pardos e da comunidade LGBTQIAP+. As novidades foram apresentadas por Mateus Passos, CEO Tour House Eventos e coordenador do Comitê de ESG.

METAS ESG

  • Carbono Negativo
Além de ser carbono neutro, a Tour House pretende ser carbono negativo até 2025. Ou seja, em 2025, a empresa pretende neutralizar o dobro da poluição que gera, avançando um pouco a cada ano. "Até 2025, faremos a neutralização de uma tonelada que produzimos e outra deixaremos de 'crédito' para o planeta", afirmou Mateus Passos.

  • Representação de Raça na liderança
Hoje, entre 27 líderes da Tour House, 18% declaram ser pretos, negros ou pardos. A meta da empresa é que essa porcentagem suba para 50% até 2030. Para isso, a Tour House pretende fazer um trabalho de base, contratando para cargos menores, as qualificando e retendo para transformar em líderes; ao invés de buscar profissionais já consolidados no mercado. A empresa ainda anunciou que em breve terá um projeto com uma "famosa" instituição de ensino para criar classes em comunidades carentes para desenvolver pessoas.

  • Presença LGBTQIAP+
A terceira meta do grupo é aumentar a presença de pessoas da comunidade LGBTQIAP+ na THG em no mínimo 20% dos colaboradores até 2030, que hoje são apenas 12%. A empresa declarou um foco na comunidade trans, que tem um desafio adicional para a inserção no mercado de trabalho. Para isso, montará turma para auxiliar no processo de qualificação de homens e mulheres trans para serem introduzidas no mercado de trabalho e reter talentos para a Tour House.

MULHERES

A Tour House reforçou também que a igualdade de gênero só não é uma meta porque a empresa já atingiu a equidade, sendo que 58% do seu quadro de colaboradores são mulheres. O recorte na liderança também mostra equidade, com 52% das líderes mulheres.

LINHA DO TEMPO

O Grupo Tour House também apresentou todas as suas ações nos últimos 20 anos que fizeram a empresa caminhar até esse momento. Confira abaixo.

  • 1999: Primeira agência de viagens corporativas a ser certificada pela ISO 9002;
  • 2001: Co-criadores e apoiadores da Fundação Abrinq;
  • 2007: Primeira agência brasileira a realizar 100% da neutralização de carbono gerados em suas operações no Brasil;
  • 2012: Parceria com a British Airways em que foi responsável pela neutralização de carbono de dois voos que levaram 280 crianças carentes para voar pela primeira vez;
  • 2016: Início das operações em Bragança Paulista com capacitação em que foram aproveitados 50% dos participantes na empresa como colaboradores;
  • 2018: Criação do Comitê de Conduta e Ética para ser um canal em que colaboradores possam levar possíveis situações de desrespeito;
  • 2019: Criação do Comitê de Sustentabilidade e do Projeto Descartáveis com eliminação de 100% dos descartáveis utilizados na empresa;
  • 2020: Criação do TH Experience e Movimento Supera Turismo
  • 2021: Criação do comitê ESG e Movimento Unidos pela Vacina
  • 2022: Criação das Metas ESG

Confira todas as iniciativas no site da Tour House dedicado a suas ações de ESG.
Esta empresa apoia o Fórum PANROTAS 2022
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA