Saiba onde comer em cada região de Mônaco

|

O país que possui a maior adega hoteleira do mundo, onde se guardam safras excepcionais, é uma vitrine de delícias gastronômicas exclusivas e de pratos feitos com produtos simples e provenientes de tradições muito antigas, como o Barbajuan (uma especialidade local), o stockfish e a fougasse monegasca.

De cultura italiana e mediterrânea, Mônaco é também a terra da gastronomia simpática, reunida em torno de um prato de massa ou de uma pizza. Hoje em dia, o destino é acima de tudo a terra da gastronomia sustentável, sazonal, cada vez mais orgânica e local.

UMA CAMINHADA SABOROSA PELAS RUAS DE MÔNACO
A icônica Place du Casino - recentemente reformada e agora reservada para pedestres - está no centro dos atrativos turísticos de Mônaco. O terraço da La Brasserie do Café de Paris é o lugar ideal para desfrutar do show. Em frente, está o Hôtel de Paris (5 estrelas), onde se encontram os lendários restaurantes Le Louis XV (3 estrelas no Guia Michelin) e Le Grill (1 estrela no Guia Michelin). Ali perto, no hotel Metropole Monte-Carlo (5 estrelas), a gastronomia de 2 estrelas Michelin é oferecida em seu restaurante homônimo, sendo também o ponto de partida para uma viagem gastronômica diversificada.

Divulgação
Na Avenue des Spélugues estão o restaurante Gaia, com sua cozinha de inspiração grega e atmosfera lounge, ou o mais clássico Rampoldi, que encantará os amantes da gastronomia de alto padrão. A caminho do mar, encontra-se o Buddha Bar, que reúne uma casa noturna, um restaurante e um terraço, ao som de um DJ. Esta rua leva ao bairro de Le Portier, com seus diversos restaurantes, como Mozza (italiano), Cozza (peixes), Cipriani (tradicional marca nova-iorquina) e também La Table d'Elise, com sua culinária de inspiração provençal. Para quem prefere espaços mais casuais, há o pub McCarthy's, que oferece um pequeno menu de jantar e música ao vivo à noite.

Como qualquer destino à beira-mar, a área litorânea é um lugar central para passear e comer. A Avenue Princesse Grace, em frente à praia de Larvotto, possui uma concentração incomparável de restaurantes. Lá você pode encontrar o restaurante Song Qi de gastronomia chinesa; Maya Jah, que tem um menu de pratos indianos e marroquinos; Maya Bay, onde podem ser saboreadas especialidades tailandesas; bem
Divulgação
como o Blue Bay (1 estrela no Guia Michelin), do chef Marcel Ravin, com inspiração nas ilhas crioulas.

Se a Place du Casino é o seu coração, a alma de Mônaco está em Monaco-Ville, comumente conhecida como Rochedo. Este é o bairro histórico e tradicional de Mônaco, a capital simbólica da cidade-estado. Lá se encontram principalmente restaurantes tradicionais monegascos, como o La Montgolfière ou o Saint-Nicolas. E se você quiser combinar a qualidade da gastronomia da Ligúria com uma localização única, vá ao Castelroc, na Place du Palais, em frente à residência do Príncipe. Se procura originalidade, o Arrow Burger oferece um menu de fast food caseiro. E por que não almoçar na cobertura do Museu Oceanográfico com a sua vista deslumbrante de Mônaco e do Mediterrâneo? Finalmente, para quem não abre mão de um doce, a Chocolaterie de Monaco, fornecedora oficial do Palácio do Príncipe, é uma parada obrigatória.

Ao pé do Rochedo encontra-se o tradicional mercado de La Condamine, local de comércio e experiências gastronômicas. Na verdade, La Halle du Marché é uma praça de alimentação onde muitas marcas oferecem seus produtos para que todos possam desfrutar em uma das mesas do local. Ali, há uma mistura de cozinha italiana e lojas tradicionais de produtos locais, que vendem Socca, Pissaladière, Barbajuan, sushi, massas e uma centena de outras coisas. Após a refeição, você encontrará um licor original do outro lado da rua, no L'Orangerie. Não há necessidade de beber uma garrafa inteira, já que miniaturas de degustação estão à venda.

Divulgação
monaco,gastronomia
monaco,gastronomia
Como em muitas cidades mediterrâneas, a área do porto é um centro econômico e de transporte tradicional. Mônaco tem dois portos, Hercule e Fontvieille. O primeiro é principalmente um local de comemorações, com um line-up de marcas que atraem uma clientela internacional diversificada: a Brasserie de Monaco, que oferece sua própria cerveja artesanal; La Rascasse, que deu seu nome à lendária curva do Grande Prêmio de Fórmula 1; ou o Before estão entre os principais endereços.

O Quai des Artistes também está ali, inspirado nas tradicionais brasseries parisienses, e um pouco mais à frente o Stars'N'Bars, inspirado nos bares esportivos americanos, que oferece um cardápio baseado em produtos orgânicos locais, pratos vegetarianos e está comprometido com um modelo sustentável. Do outro lado do porto, junto ao Iate Clube de Monte-Carlo, você pode saborear peixes no U Luvassu, propriedade de uma dinastia de pescadores monegascos; ir ao Wine Palace, um bar de vinhos exclusivo; ou o Pattaya, com seu terraço com atmosfera de praia. Esta área está em constante evolução e teve inaugurações recentes, como o Crazy Pizza e o Steak'n Shake.

O outro porto, em Fontvieille, possui uma variedade de restaurantes muito diversificada. Do Moshi-Moshi, um restaurante entre o Pacífico e o Mediterrâneo, ao Beef Bar, para os amantes de carne de alta qualidade. Há também o Graziella, um restaurante italiano para todos os bolsos, assim como o Les Perles de Monte-Carlo, que oferece ostras cultivadas em Mônaco.

Com várias centenas de restaurantes num território de 2Km², a gastronomia monegasca é, como o próprio país, uma constelação diversa, onde há algo para todos os gostos, bolsos e, acima de tudo, para todos experimentarem e voltarem para degustar mais.

Para saber mais sobre o destino, acesse www.visitmonaco.come o site globalvisionaccess.com.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA