Agentes de viagens lutam pela responsabilidade solidária proporcional

|

Divulgação/Bruno Loepert
O movimento RespeitAgente, criado em 2019 por um grupo de cerca de 100 agentes de viagens, está focado atualmente na luta pelo reconhecimento da responsabilidade solidária proporcional da agência de viagens. “Não podemos pagar uma conta que não é nossa. Reconhecemos e queremos uma responsabilidade solidária proporcional, pois em média ficamos com 10% do total da viagem. O consumidor tem de brigar com o dono do produto”, disse um dos coordenadores do grupo, Bruno Loepert, da LBR, de Recife, e que hoje mora em Orlando, de onde desenvolve sistemas para o setor de agenciamento e também se prepara para o lançamento de uma nova agência na Flórida.

Segundo ele, essa questão da responsabilidade solidária já é alvo de ações de entidades, como a Abav, e de outros grupos de agentes de viagens, e isso é bom para a causa. “Quanto mais ações chegarem aos deputados, ao governo, melhor. A sociedade civil ainda não conhece esse debate. O B2B conhece há duas décadas, mas as autoridades e a sociedade não. Por isso, quanto mais ações, melhor”, explica ele. A soma dessas ações, para Bruno, fará com o setor seja ouvido e haja uma solução para o maior problema do agenciamento no momento, de acordo com sua visão. Uma ação, segundo ele, não anula a outra. Elas se somam.

Com cerca de 600 agentes de viagens cadastrados no site, o RespeitAgente também quer valorizar e incentivar a compra via agentes de viagens (algo que eles incentivam que volte a figurar nos anúncios dos fornecedores) e trazer um equilíbrio ao mercado, que, segundo eles, hoje não existe, especialmente em questões tarifárias.

Por exemplo nas questões comerciais. “Veja o caso da venda direta. O negócio é do fornecedor, não temos como dizer onde ele tem de vender. Mas podemos conscientizar, mostrar que é um tiro no pé, pois estamos com ele o ano todo, pedir tarifas iguais em todos os canais e prestigiar quem nos prestigia como empresários”, explica.

Divulgação/Bruno Loepert
Bruno Loepert, um dos seis coordenadores do RespeitAgente
Bruno Loepert, um dos seis coordenadores do RespeitAgente
Ele reforça que é muito bom que tudo isso seja debatido em várias frentes, das entidades aos inúmeros grupos de agentes no WhatsApp, até que a sociedade e as autoridades entendam o que se está pedindo e está sendo defendido pelos agentes de viagens. “As ações independentes começam a abrir caminhos políticos e isso só se soma às demais ações”, afirma.

Segundo ele, o RespeitAgente já está com um trabalho de lideranças em 18 Estados, e o objetivo é chegar às autoridades para tratar do tema da responsabilidade solidária. Começando localmente, nos Estados, e avançando até Brasília. Um deputado federal já teria abraçado a causa do grupo, que prepara uma petição. Os detalhes serão revelados em breve. “Mais uma vez a ideia é somar. Quanto mais ações, quanto mais as autoridades ouvirem sobre o tema, melhor”, finaliza Bruno Leopert.

Os coordenadores do movimento são:
Bruno Loepert - SuperAgentes - PE
Fritz Mayer - Enjoy Brazil - SP
Tiago Tavares - Younique Travelling - MG
Matty de Almeida - Matty Travel Planner - BA
Mario Bruni - Conquest - BA
Estela Rosa - IVT - PR

Saiba mais sobre o RespeitAgente em www.respeitagente.com.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA