Aeroporto de Brasília encerra 21 com 10 milhões de paxs (37% menos que 19)

|


Divulgação/Aeroporto de Brasília
O tráfego aéreo foi 30% maior do que em 2020
O tráfego aéreo foi 30% maior do que em 2020
O Aeroporto da capital federal fechou o ano de 2021 com um pouco mais de 10 milhões de passageiros. O número representa um fluxo de pessoas ainda 37% inferior a 2019, período antes da pandemia, mas comparado com 2020, o movimento é 33% maior. O tráfego aéreo foi de 102.900 pousos e decolagens, 30% a mais que 2020, porém as ondas de covid-19 ainda resultam em um movimento aéreo 28% menor que 2019, especialmente de voos internacionais.

A pandemia fez com que o movimento do Aeroporto de Brasília regredisse quinze anos, mas, mesmo com um fluxo abaixo, o terminal brasiliense se mantém como o segundo aeroporto mais movimentado do País, ficando atrás apenas do Aeroporto de Guarulhos.

O movimento internacional em 2021 foi de 90 mil passageiros e 910 voos. Porém, este fluxo de pessoas foi 47% inferior ao ano de 2020, pois durante os três primeiros meses do ano (antes da OMS decretar pandemia) o aeroporto operava dez destinos internacionais. Hoje os passageiros podem voar direto da capital federal para três destinos: Lisboa com Tap, Panamá pela Copa Airlines e para Cancún com a Gol.

“A paralização da aviação foi global e o setor foi um dos mais atingidos e prejudicados pela crise que o coronavírus trouxe com ele. A vacinação auxiliou e vem dando um fôlego na retomada, mas ainda temos um caminho longo para atingir a normalidade”, conta o head de Negócios Aéreos da Inframerica, Roberto Luiz.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA