Nova greve faz Ryanair cancelar 250 voos amanhã | Empresas | PANROTAS
EMPRESAS

Nova greve faz Ryanair cancelar 250 voos amanhã

Divulgação/Ryanair
Aérea notificou passageiros afetados, que poderão pedir reembolso, adiar o voo ou alterar a rota
Aérea notificou passageiros afetados, que poderão pedir reembolso, adiar o voo ou alterar a rota
A Ryanair notificou nesta semana que será forçada a cancelar 250 voos previstos de e para a Alemanha amanhã (10). Esse número representa pouco mais de 10% de seus 2,5 mil trajetos previstos para o dia.

O anúncio foi feito após o sindicato de pilotos Vereinigung Cockpit (VC), baseado na Alemanha, informar que entrará em greve neste dia, algo considerado "desnecessário, uma vez que enviamos uma proposta revisada sobre um Acordo Coletivo de Trabalho na sexta-feira (3) e declaramos nossa intenção de trabalhar juntos para alcançar um acordo", comentou o diretor de Marketing da Ryanair, Kenny Jacobs.

De acordo com o comunicado, os clientes afetados por esses cancelamentos desnecessários foram contatados por e-mail e mensagem de textos e informados sobre suas opções de reembolso, mudança gratuita para o próximo voo disponível ou até de rota. As operações estão programadas para retomar os serviços normais no sábado (11).

"Nossos pilotos na Alemanha desfrutam de excelentes condições de trabalho. São pagos até 190 mil euros ao ano
e, além de benefícios adicionais, eles receberam um aumento salarial de 20% no início deste ano. Os pilotos da Ryanair ganham pelo menos 30% mais que os Eurowings e 20% mais do que os pilotos noruegueses", argumentou ainda Jacobs.

UM ANO DE GREVES
A companhia low cost é uma das que mais sofreu com greves nos últimos dois anos. A última foi realizada em julho deste ano, quando 600 voos de e para Espanha, Portugal e Bélgica foram cancelados.

No ano passado um movimento similar ocorreu entre setembro e outubro, quando mais de dois mil voos foram cancelados.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA