EMPRESAS

Avianca Brasil tem atendimento exclusivo às agências; veja


Alberto Weisser, vice-presidente comercial e Marketing da Avianca Brasil
Alberto Weisser, vice-presidente comercial e Marketing da Avianca Brasil
A Avianca Brasil, que anunciou ontem que deixará de voar para Miami, Santiago e Nova York a partir de 31 de março, disponibilizou alguns contatos para atendimento aos parceiros, agências e agentes de viagens, além dos números exclusivos para dúvidas, reclamações, elogios e cancelamento de serviços contratados. A saída dessas três rotas da malha da companhia deve impactar cerca de 40 mil passageiros, que já haviam comprado ou emitido passagens. para voar após 31 de março.

“Em dezembro e janeiro nossos índices de pontualidade, ocupação e regularidade estão quase nos mesmos níveis dos meses anteriores. Estamos operando dentro da normalidade. Ajustes normais serão feitos na malha doméstica, como qualquer empresa faz devido à demanda, mas repito que não sairemos de nenhum de nossos 26 destinos no Brasil”, disse o vice-presidente da Avianca Brasil, Alberto Weisser, em entrevista exclusiva ao Portal PANROTAS.

Veja os contatos abaixo:
Central de Vendas: 4004-4040 / 0300 789 8160
Atendimento às agências: 0800 721 1863
Chat on-line: https://www.avianca.com.br/fale-conosco#chat-online
Atendimento via Twitter: @SACAvianca_br
SAC (Brasil): 0800 286 6543
SAC (Chile): 562 24053511
SAC (Colômbia): 01 800 9520832
SAC (Estados Unidos): 1 844 259 1397

PLANO DE RECUPERAÇÃO JUDICIAL

A Avianca Brasil já está com o seu plano de reestruturação adiantado, que deve ser apresentado em 14 de fevereiro ao juiz de sua recuperação judicial, Tiago Henrique Limongi. A empresa deixará de voar, em 31 de março, para Miami, Nova York e Santiago.

A companhia já está avisando ao mercado sobre o plano de reacomodação dos passageiros com passagens para esses destinos (Miami, Nova York e Santiago).

No doméstico, o plano da empresa é continuar voando para todos os destinos atuais (26), com 38 aeronaves. Serão, segundo o plano, 243 voos diários para 28 aeroportos no Brasil. Da frota de 50 aeronaves da companhia, a empresa deve seguir, em 2019, com 38. Todos os A330 serão devolvidos.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA