EMPRESAS

Boeing não descarta mudança de nome do modelo 737 Max

Durante o Paris Air Show, a Boeing revelou não ter descartado a ideia de alterar o nome do seu modelo 737 Max. Tal ideia foi levantada pela primeira vez em abril pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, como uma maneira de contornar a má reputação adquirida pela aeronave após os dois acidentes fatais que resultaram na sua suspensão.

Flickr/Paul Thompson
Boeing 737 Max está suspenso desde março
Boeing 737 Max está suspenso desde março
“Estamos com a mente aberta em relação às sugestões que recebemos. Estamos compromissados em fazer o que for necessário para restaurar a situação. Se isso significa mudar a marca, então teremos esse direcionamento. Se não for esse o caminho, faremos o que for prioritário”, comentou o CFO da Boeing, Greg Smith.

Mais tarde, a fabricante norte-americana emitiu um comunicado oficial a respeito do tema:

“Nosso foco imediato é retornar os serviços do 737 Max com segurança, readquirindo a confiança das companhias aéreas e dos viajantes. Continuamos com a mente aberta em relação às ideias dadas por clientes e acionistas, mas não temos planos de alterar o nome da aeronave no momento”, disse o comunicado.

Recentemente, a American Airlines anunciou que o cancelamento dos seus voos com o modelo da Boeing foi estendido até 3 de setembro. Anteriormente, a empresa acreditava que as operações poderiam ser retomadas em agosto. O 737 Max segue em processo de atualização e certificação por parte das autoridades internacionais de aviação.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA

As mais lidas agora