EMPRESAS

United troca equipamento e aumenta oferta na rota Rio-Houston

O diretor para América Latina da United Airlines, Alex Savic, e a diretora Brasil, Jacqueline Conrado, anunciaram hoje que a companhia vai aumentar em 13% sua oferta de assentos na rota Rio de Janeiro-Houston a partir de outubro. A empresa passará a voar com um Boeing 767-400, ante o Boeing 767-300 que opera atualmente. Com isso, serão ofertados 30 lugares a mais por dia, sendo dez na executiva e 20 na econômica.

Danilo Teixeira Alves
Ivone Gouvea, Anthony Mota, Mariana Trevizan, Jacqueline Conrado, Alex Savic, Cibele Narazaki e Mônica Reis
Ivone Gouvea, Anthony Mota, Mariana Trevizan, Jacqueline Conrado, Alex Savic, Cibele Narazaki e Mônica Reis
A novidade, anunciada durante a business session com os Top 10 da companhia, também serviu para enfatizar o reposicionamento de marca pelo qual a empresa passa desde 2016, quando iniciou um período de reconstrução. “O nosso CEO, Oscar Muñoz, foi a chave dessa mudança. Ele, que veio de outro setor, trouxe um olhar mais crítico do que a gente fazia. Estamos cada vez mais olhando para os nossos clientes e para os feedbacks que recebemos deles”, disse a diretora Jacqueline Conrado.

Ainda durante a reunião, foram destacados os números de performance da aérea nos primeiros meses do ano. No segundo trimestre, a companhia registrou recorde histórico na quantidade de passageiros transportados em toda a história da empresa (43 milhões), recorde de pontualidade, dois prêmios de diversidade de inclusão e de melhores empresas para trabalhar, além de 34 novas rotas lançadas. “Nosso intuito é ser a melhor companhia aérea do mundo, e é para isso que estamos trabalhando. Porém, contamos com vocês nessa jornada, que ainda tem muita conquista pela frente”, comentou Jacqueline.

Danilo Teixeira Alves
A diretora da United no Brasil, Jacqueline Conrado, com o diretor América Latina, Alex Savic
A diretora da United no Brasil, Jacqueline Conrado, com o diretor América Latina, Alex Savic
Ainda segundo o diretor América Latina, Alex Savic, a companhia vem aumentando os investimentos em cidades que não são necessariamente consideradas destinos corporativos, mas que possuem uma grande demanda reprimida, como por exemplo, Cape Town. “Seguindo o nosso propósito de ser a melhor, nós temos analisado muitas oportunidades em toda América Latina”, explicou. Ele ressaltou, ainda, que o Brasil é o principal mercado na região e alvo número 1 em futuros investimentos.

A gerente de Estratégias de Vendas para América Latina, Cibele Narazaki, ainda deu um overview do retrofit das aeronaves para a instalação da Polaris. Todos os Boeing 777-300ER já foram reformados. Dos B787-10 Dreamliner, quatro dos 14 também estão revitalizados. Mais de 50% dos 777-200ER já contam com a nova classe e 47% dos 767-300ER já contam também com a novidade.

Por fim, além dos cinco lounges Polaris em operação (Chicago, Newark, San Francisco, Los Angeles e Houston), Cibele também revelou os próximos aeroportos que receberão o requintado espaço, são eles: Washington DC, Hong Kong, Tóquio e Londres.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA