EMPRESAS

KLM está pronta para o futuro e para mais 100 anos, diz CEO

AMSTERDÃ - A KLM, mais antiga companhia aérea em atividade, comemora nesta segunda-feira (7) 100 anos de operação. Pieter Elbers, CEO e presidente da empresa, disse, em um encontro com jornalistas do mundo inteiro, realizado no Renaissance Schiphol Airport, que é uma honra e uma responsabilidade muito grande celebrar esta data, mas que o mais importante é estar atenta ao futuro. “E nós estaremos ainda mais fortes para os próximos 100 anos”, afirmou.

Danilo Teixeira Alves
Pieter Elbers, CEO e presidente da KLM
Pieter Elbers, CEO e presidente da KLM
Em quase 40 minutos, Elbers falou um pouco da programação que a companhia reservou para o dia, que inclui o lançamento de um livro dedicado aos 100 anos da aérea e a mais nova casinha de porcelana Delft (uma cortesia da empresa para todos os passageiros que viajam de executiva), além de relembrar alguns momentos históricos.

Fundada em 7 de outubro de 1919,a KLM é a empresa mais antiga que opera sob seu nome original: Koninklijke Luchtvaart Maatschappij, que em português significa Companhia Real de Aviação. Atualmente, transporta mais de 40 milhões de passageiros por ano para 165 destinos no mundo, a bordo de uma frota superior a 160 aviões.

O primeiro voo intercontinental da KLM, realizado em 1º de outubro de 1924, com destino a Batavia (hoje, Jacarta) e com 21 escalas. “Nessa história também não podemos deixar de citar o Boeing 747, que começou a voar nas cores da KLM em 1971, mais de 50 anos depois da nossa fundação”, comentou Pieter, que também citou a parceria com a Air France, Delta Air Lines e Gol

Deixando um pouco a nostalgia de lado, o CEO da centenária também deu importantes previews do futuro da empresa, que promete seguir liderando os debates do setor quando o assunto é sustentabilidade e responsabilidade social. “No ano passado, conseguimos reduzir o nosso total de emissões de CO2 mesmo aumentando nossas operações. Mas ainda temos muito que fazer e contaremos com todos os atores da indústria, para que ela avance principalmente neste sentido”, disse.

A holandesa também trabalha em parceria com a Universidade de Tecnologia de Delft para desenvolver o Flying-V, uma aeronave em forma de V que promete reduzir em 20% o consumo de combustível se comparado com a utilização do Airbus A350. "Nos últimos anos, a KLM desenvolveu-se como pioneira em sustentabilidade no setor aéreo. O desenvolvimento da aviação deu muito ao mundo, oferecendo-nos a oportunidade de conectar pessoas. Queremos manter esse protagonismo, mas acima de tudo, fazer parte dele."

Por fim, Elbers classificou como “excitante” os próximos 100 anos da KLM. “As viagens e os clientes mudaram de geração para geração e nós somos uma das companhias que acompanhou esse processo. Com mais tecnologia, com maior fidelidade dos nossos clientes e com nossos parceiros, o que está por vir é ainda maior”, afirmou.

O Portal PANROTAS viaja a convite da KLM

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA