Boeing e American negociam compensação por caso Max

|

A American Airlines informou que está negociando com a Boeing uma compensação por conta da proibição de voo da família 737 Max, que já dura desde março. De acordo com informações publicadas pela Travel Weekly, a companhia aérea pensa em distribuir parte da indenização a ser recebida entre seus funcionários.

Divulgação
Boeing 737 Max já está há 10 meses proibido de voar
Boeing 737 Max já está há 10 meses proibido de voar
Dona de 27 aeronaves do modelo problemático, a American prevê uma redução de US$ 540 milhões no seu faturamento anual por conta do cenário atual. Para compensar parte das perdas de um dos seus principais clientes, a Boeing teria sugerido tanto um pagamento como o suporte em treinamentos e manutenções futuras.

Ainda segundo a publicação, a Boeing teria chegado a acordos parciais com outras duas companhias aéreas donas de seus aviões Max, a Southwest Airlines, maior operadora do modelo, e a Turkish Airlines.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA