Azul inicia novo sistema de embarque com distanciamento social

|

A Azul iniciou o uso de uma tecnologia de realidade aumentada que proporciona o distanciamento social entre clientes que aguardam o embarque em um dos voos operados no Aeroporto Afonso Pena, em Curitiba. Batizado de Tapete Azul, a funcionalidade indica para cada passageiro qual o seu momento de embarcar no avião, além de organizar de uma forma rápida e prática a fila de acesso à aeronave.

Divulgação

“O processo de embarque de uma aeronave possui regras e a necessidade de identificação dos clientes. Essa tecnologia está nos ajudando a fazer isso com muito mais agilidade e segurança, especialmente neste período em que as pessoas precisam manter a distância uma das outras. Isso acontece porque o sistema chama de forma intercalada nossos passageiros a fazerem o embarque, tornando o processo mais fluido para quem está viajando”, explica o vice-presidente de Pessoas e Clientes, Jason Ward.

O Tapete Azul é composto por um conjunto de projetores e monitores, que, por meio de realidade aumentada, indicam ao Cliente o momento certo de embarcar. No chão, os projetores formam um tapete virtual colorido e móvel, que convida a pessoa a se posicionar na fila de acordo com seu número de assento. A inovação, segundo estima a companhia, vem proporcionando uma diminuição de cerca de 25% no tempo em que uma pessoa leva entre embarcar e sentar dentro do avião, redução que pode ser ampliada ao longo do desenvolvimento do produto.

Além do Afonso Pena, outros 17 aeroportos serão contemplados com o Tapete Azul até o fim do ano. Somadas, essas bases terão 100 portões de embarque com o Tapete Azul, respondendo por cerca de 70% dos embarques de voos domésticos da Azul. Podemos afirmar que essa é uma medida precursora, assim como é o Aeroporto Afonso Pena, que também é um dos terminais mais premiados do Brasil de acordo com os passageiros", afirma o superintendente do aeroporto Antônio Pallu.

VEJA ABAIXO COMO FUNCIONA


 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA