Air France receberá US$ 4,7 bilhões da União Europeia

|

Divulgação
Em troca do auxílio, a aérea prometeu disponibilizar 18 slots aos concorrentes no aeroporto de Paris-Orly
Em troca do auxílio, a aérea prometeu disponibilizar 18 slots aos concorrentes no aeroporto de Paris-Orly
A União Europeia aprovou US$ 4,7 bilhões em ajuda estatal para a companhia aérea Air France, que luta contra o impacto econômico da pandemia de covid-19, uma decisão que o governo francês considerou como "boas notícias". Em troca do auxílio, a transportadora prometeu disponibilizar slots aos concorrentes no aeroporto de Orly, em Paris. "O apoio público virá com restrições", disse a vice-presidente da Comissão Europeia, Margrethe Vestager. As informações são do portal Travel Weekly.

"Esta é uma boa notícia para a Air France e uma boa notícia para os franceses", disse o ministro das Finanças francês, Bruno Le Maire, à rádio France Inter. A Air France abrirá mão de 18 slots de decolagem e pouso - cerca de 4% de seus slots - no aeroporto de Paris-Orly, detalhou ele. O governo francês, o maior acionista individual da companhia aérea, disse que era essencial salvar a companhia aérea nacional.

"Essas primeiras medidas de recapitalização são um marco importante para nosso grupo neste período excepcionalmente desafiador. O auxílio proporcionará à Air France-KLM maior estabilidade para avançar quando a recuperação começar, conforme a vacinação em grande escala avance em todo o mundo e as fronteiras sejam reabertas", disse o CEO da Air France-KLM, Benjamin Smith, em um comunicado.

A Air France-KLM espera um prejuízo operacional de cerca de 1,3 bilhão de euros (US$ 1,5 bilhão) no primeiro trimestre de 2021. A KLM disse em comunicado que a empresa "também precisará de capital" e que o Estado holandês está em negociações com a União Europeia para esse fim. Em 2020, o governo holandês apoiou a KLM com um empréstimo de US$ 1,18 bilhão.

AUXÍLIO PRÉVIO

No ano passado, a Air France obteve 3 bilhões de euros em empréstimos diretos do governo francês, que serão convertidos em títulos como parte de uma recapitalização de até US$ 4,7 bilhões. Em troca, o governo estabeleceu condições de lucratividade e políticas mais sustentáveis do ponto de vista ambiental e menos poluentes.

Além disso, o governo francês participará do aumento de capital da holding para a aliança de companhias aéreas Air France-KLM, para deter até 29,9% do capital do grupo, afirmaram os governos francês e holandês em comunicado conjunto. O governo francês passou a deter 14,3% das ações da empresa. França e Holanda reafirmaram que não cogitam nacionalizar o grupo.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA