Qatar Airways opera primeiro voo do mundo com todos vacinados

|


Divulgação
O voo seguiu todos os protocolos de saúde e segurança implementados pela companhia
O voo seguiu todos os protocolos de saúde e segurança implementados pela companhia
Nesta terça-feira (6), a Qatar Airways operou o primeiro voo do mundo 100% vacinado contra a covid-19. Operado em uma aeronave Airbus 350-1000 (a mesma que a empresa usa nos voos para o Brasil), o voo partiu do Aeroporto Internacional Hamad, às 11h, transportando apenas tripulantes e passageiros vacinados. No check-in, os passageiros também foram atendidos por funcionários totalmente vacinados. O voo especial, que voltará para Doha às 14h, apresentou todas as medidas que a companhia implementou para garantir os mais altos padrões de segurança e higiene a bordo. O voo não teve um destino específico, durou três horas e serviu para mostrar e celebrar os protocolos e medidas da empresa contra a covid. E sinalizar que esse pode ser o futuro para alguns voos: só vacinados em todo o processo.

"O voo especial de hoje demonstra que a próxima etapa na recuperação das viagens internacionais não está longe. Temos o orgulho de continuar a liderar o setor operando o primeiro voo com a tripulação e os passageiros totalmente vacinados e oferecendo um farol de esperança para o futuro da aviação internacional. Com a aviação sendo um impulsionador econômico crítico tanto globalmente quanto aqui no Estado do Qatar, somos gratos pelo apoio que recebemos de nosso governo e das autoridades de saúde locais para vacinar nossa equipe, com mais de mil vacinas sendo administradas por dia", disse o CEO do Grupo Qatar Airways, Akbar Al Baker.

A Qatar se tornou a primeira companhia aérea global a alcançar a classificação cinco estrelas de segurança à covid-19 de companhias aéreas pela organização internacional de classificação de transporte aéreo, Skytrax. Para demonstrar sua gratidão aos que desempenharam papéis importantes em toda a pandemia, a aérea distribuiu 100 mil passagens de ida e volta para profissionais da saúde e 21 mil para professores em todo o mundo em 2020.



 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA