Latam chega a 200 milhões de vacinas transportadas na América do Sul

|

Reprodução/Facebook/Latam Airlines
A aérea contribuiu para a imunização completa de 90 milhões de brasileiros contra a covid-19
A aérea contribuiu para a imunização completa de 90 milhões de brasileiros contra a covid-19
O grupo Latam acaba de superar a marca de 200 milhões de vacinas contra a covid-19 transportadas gratuitamente no Brasil, Chile, Equador e Peru. Somente no Brasil, a Latam já transportou para 26 Estados e o Distrito Federal quase 180 milhões de doses – o equivalente a 61% de todo o volume distribuído pela aviação no País, contribuindo para a imunização completa de 90 milhões de brasileiros contra o novo coronavírus.

“O Brasil é um país com dimensões continentais e, por isso, a nossa responsabilidade é enorme. Hoje quero agradecer e reconhecer a todos os funcionários da Latam que assumiram essa responsabilidade e foram parte da solução. Trabalhamos juntos dia após dia para as vacinas chegarem aos seus destinos. E foi assim que já contribuímos diretamente com a imunização com duas doses de 90 milhões de brasileiros”, afirmou o CEO da aérea para o Brasil, Jerome Cadier.

Além do transporte gratuito das vacinas, o programa Avião Solidário da companhia já movimentou mais de 1.860 órgãos e tecidos na América do Sul, 3.323 profissionais de saúde para atendimento às necessidades urgentes da covid-19, 657 pacientes com necessidades médicas urgentes, 17 transportes de células-tronco para pacientes com leucemia e mais de 1,1 mil toneladas de carga, incluindo suprimentos médicos e vacinas.

O programa Avião Solidário atua há mais de dez anos em três frentes de atuação: saúde, meio ambiente e desastres naturais. Recentemente, o programa anunciou novas alianças com organizações sociais e da sociedade civil no Brasil, Chile, Colômbia, Equador e Peru, colocando à disposição desses parceiros o transporte aéreo por meio de passagens aéreas e transporte de cargas sem custo.

Divulgação
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA