INVESTIMENTOS

China Southern planeja voar para a América do Sul

Divulgação
A empresa tem 786 aeronaves em sua frota
A empresa tem 786 aeronaves em sua frota
A China Southern Airlines planeja obter mais do que o dobro do tamanho de sua frota de dois mil aviões até 2035. Além disso, pretende voar para a América do Sul nos próximos três anos. As informações são da Reuters.

Os destinos, no entanto, não foram mencionados pela companhia aérea. Vale destacar que a Air China realiza ligações entre São Paulo (Guarulhos) e Pequim, com parada em Madri.

Por isso, tem explorado maneiras de cooperar com empresas de baixo custo, segundo o diretor executivo, Tan Wangeng, durante uma conferência ocorrida na última segunda-feira (17). “Até 2020, haverá 200 milhões de turistas de saída da China. Isso nos oferece muitas oportunidades de desenvolvimento”, disse Wangeng.

No mês passado, a empresa informou que contava com uma frota de 786 aeronaves de passageiros e carga final de junho. "Planejamos ter mil aeronaves até 2020 e, em 2035, aumentaremos para duas mil", disse ele.

O diretor executivo destaca que a companhia tem procurado maneiras de lidar com um número crescente de transportadoras de baixo custo, especialmente na China e no Sudeste da Ásia, onde competem por participação de mercado.

“Todas as grandes companhias aéreas precisam de parceiros e estamos analisando a possibilidade de estabelecer mais joint ventures. Ainda não tentamos com transportadoras de baixo custo, mas estamos considerando como cooperar com elas”, finaliza ele.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA