Empresas de serviços auxiliares investem em desinfecção de aviões

|

Além da capacitação dos colaboradores, as empresas de serviços auxiliares do transporte aéreo estão trabalhando em novas tecnologias e novos processos de desinfecção de aeronaves, com o objetivo de resgatar a confiança dos passageiros. Os serviços auxiliares são responsáveis pela higienização de aeronaves em cerca de 80% dos voos em todo o território nacional e seguem os protocolos da Anvisa.
Unsplash/Marcus Zymmer
A cada pouso, é feita uma limpeza profunda nas aeronaves, principalmente em banheiros, poltronas e áreas de manipulação dos serviços de bordo
A cada pouso, é feita uma limpeza profunda nas aeronaves, principalmente em banheiros, poltronas e áreas de manipulação dos serviços de bordo
Além de investimento em tecnologia e novos produtos, muitas empresas passaram a rever os processos e tornar a limpeza mais cuidadosa. “Elevamos os níveis e protocolos de desinfecção interna das aeronaves, com metodologia adequada ao novo cenário, desinfectando todas as áreas aos quais clientes e tripulação têm contato durante o voo”, afirmou o gerente geral de aeroportos da InSolo, Adriano Scheffer.

Segundo Adriano, a cada pouso são aplicados nas aeronaves sanitizantes próprios em todas as mesinhas, poltronas encostos, janelas, maçanetas e bagageiros internos, bem como é feita uma limpeza profunda nos banheiros e áreas de manipulação dos serviços de bordo.

Para o CEO da dnata, Ricardo Morrison, a pandemia nos mostra que devemos ter cuidados básicos, aqueles que nossas mães e avós ensinavam: lavar as mãos sempre, ficar em casa se estamos gripados, tirar o sapato para entrar em casa, e por aí vai. No entanto, com a eclosão da pandemia, os colaboradores da dnata estão sendo orientados com mais rigor ainda na colocação e remoção dos equipamentos de proteção individual, para evitar contaminação própria e de terceiros, e no cuidado especial para cobrir todas as áreas que precisam ser limpas na aeronave durante o período em solo, como encostos dos assentos, apoios de braço e janelas.

“Oferecemos também para companhias aéreas um processo de desinfecção de cabine, entre as várias soluções que a empresa está desenvolvendo nos diversos países em que a dnata está presente”, disse Morrison. Para ele, novos protocolos sanitários internacionais foram criados e outros serão implementados para o enfrentamento de novas epidemias que poderão surgir.

A Abesata (Associação Brasileiras das Empresas de Serviços Auxiliares do Transporte Aéreo) lançou uma campanha batizada de “Voar é seguro, pode confiar!”. O objetivo é mostrar ao público em geral que não só as empresas especializadas em serviços em solo aprimoraram os processos de limpeza, tornando a higienização e a desinfecção 100% eficaz, mas também alertando para as novas orientações no desembarque que ajudam a evitar aglomerações.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA