PESQUISAS E ESTATÍSTICAS

Aviação nas Américas está acima do resto do mundo em 2019

A Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata) realizou um balanço sobre a aviação internacional para 2019 e destacou as Américas como única região do planeta com previsão de desempenho superior ao registrado no ano passado. Europa e Ásia-Pacífico terão as maiores quedas ao longo do ano.

Emerson Souza
De acordo com a entidade, a previsão da indústria global é lucrar US$ 28 bilhões, US$ 2 bilhões a menos que o obtido no ano passado. Do total lucrado, a América do Norte representará US$ 15 bilhões, US$ 0,5 bilhão a mais que 2018, enquanto a América Latina será responsável por US$ 0,2 bilhão. No último ano, a região latino-americana teve prejuízo de US$ 0,5 bilhão.

Consequentemente, as regiões também serão as únicas com lucro por passageiro superior ao registrado no último ano. Na América do Norte, cada viajante dará US$ 14,77 de lucro à companhia aérea, enquanto na América Latina, tal valor será de US$ 0,50, vencendo o prejuízo de US$ 1,65 por pax visto em 2018. A média global cairá de US$ 6,85 para US$ 6,12.

Se o grande continente americano parece promissor aos olhos da Iata, a Europa e a Ásia-Pacífico têm tendências de queda em 2019. Responsáveis por US$ 9,4 bilhões de lucro em 2018, os europeus deverão ficar com fatia de US$ 8,1 bilhões neste ano. Já os asiáticos terão redução de US$ 7,7 bilhões para US$ 6 bilhões.

Confira a comparação regional divulgada pela Iata:

RegiãoAumento demanda (%)Aumento capacidade (%)Ocupação (%)Lucro líquido (bilhões/US$)Lucro por pax (bilhões/US$)
Planeta2018: 7,46,981,930,06,85

2019: 5,04,782,128,06,12
América do Norte2018: 5,34,983,914,514,66

2019: 4,34,184,015,014,77
Europa2018: 7,56,684,69,48,20

2019: 4,95,684,08,16,75
Ásia-Pacífico2018: 9,58,881,57,74,74

2019: 6,35,782,06,03,51
Oriente Médio2018: 5,05,974,5-1,0-4,46

2019: 2,00,675,5-1,1-5,01
América Latina2018: 7,07,381,6-0,5-1,65

2019: 6,25,182,50,2050
África2018: 6,14,471,5-0,1-1,09

2019: 4,33,771,9-0,1-1,54

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA