Segunda onda de covid-19 na Europa pode causar outro colapso aéreo

|

Divulgação
O Airports Council Internacional (ACI) Europe defende que o aumento das medidas de confinamento em vários países europeus está provocando uma redução da oferta de voos e levará “a outro colapso total” do tráfego aéreo de passageiros.

O diretor-geral do ACI Europe, Olivier Jankovec, considera que os aeroportos da União Europeia (UE), do Espaço Económico Europeu (EEE) da Suíça e do Reino Unido enfrentam uma tendência de aceleração da queda do tráfego de passageiros, uma vez que “as companhias aéreas continuam a reduzir a capacidade planejada em resposta ao aumento dos confinamentos em muitos países - que estão apenas a acrescentar mais dor à indústria já infligida por severas restrições de viagens internacionais”. Assim, Jankovec prevê que “o tráfego de passageiros voltará a outro colapso total semelhante ao experimentado no segundo trimestre, quando os volumes caíram 96%”.

O ACI Europe, que representa mais de 500 aeroportos em 46 países europeus, divulgou hoje novos dados que indicam que a queda de passageiros nos aeroportos europeus superou ontem os 1,5 bilhão. Os dados indicam que até 15 de novembro, os aeroportos europeus registraram uma queda de passageiros de 81%, sendo que os aeroportos da UE, EEE, Suíça e Reino Unido estão com um decréscimo médio de passageiros de 86% face ao ano passado.

No resto da Europa, o tráfego aéreo de passageiros “continua de alguma forma mais resiliente, atualmente com uma queda de 59%, uma taxa que parece ser bastante estável neste momento”, indicou a associação. O ACI Europe reiterou que “os aeroportos da Rússia e da Turquia estão claramente superando outros mercados”, graças aos seus mercados domésticos.

Os dados do ACI Europe mostram que o Top 10 de aeroportos europeus com mais passageiros, normalmente liderado por Londres-Heathrow, foi liderado em setembro pelo aeroporto de Antalya, na Turquia, com apenas 2,25 milhões de passageiros, menos 53,5% em relação ao mesmo mês de 2019. A lista dos dez maiores aeroportos europeus em setembro inclui três aeroportos na Turquia e quatro na Rússia, enquanto grandes hubs como Frankfurt ou Munique nem chegam a figurar no Top 10.

Depois de Antalya, aparecem em 2º e 3º lugar dois aeroportos de Moscou, na Rússia, o Sheremetyevo com 2,156 milhões de passageiros (-53,5%) e Domodedovo com 2,066 milhões (-26,2%). Em 4º e 5º, estão os dois aeroportos de Istambul, Atatürk com 1,812 milhões e Sabiha Gokcen com 1,791 milhões, seguidos por Moscou-Vnukovo (1,520 milhões), São Petersburgo-Pulkovo (1,385 milhões), Paris-Charles de Gaulle (1,354 milhões), Amsterdã (1,337 milhões) e Londres-Heathrow (1,256 milhões).
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA