Brasil tem recorde de paxs internacionais desde início da pandemia

|

Reprodução/Facebook/Latam Airlines
Latam foi a maior transportadora aérea internacional no Brasil nos últimos 12 meses
Latam foi a maior transportadora aérea internacional no Brasil nos últimos 12 meses
Em setembro, o Brasil atingiu o maior número de passageiros de voos internacionais desde o início da pandemia de covid-19 e a adoção de restrições à mobilidade por diversos governos. Foram 411.277 passageiros no mês, representando uma alta de 184,3% ou 266,6 mil em relação a setembro de 2020. Desde o início da pandemia, apenas em dezembro o tráfego aéreo internacional de/para o Brasil ultrapassou os 400 mil passageiros, com 408,4 mil.

Os dados da Anac indicam que, porém, quando se compara com setembro de 2019, pré-pandemia, o transporte aéreo internacional de passageiros de/para o Brasil tem uma queda de 78,5% ou quase 1,5 milhão. A autoridade informou também que nos 12 meses de outubro de 2020 a setembro de 2021, o Brasil teve 3,36 milhões de passageiros de voos internacionais, em queda de 71,2% ou cerca de 8,3 milhões face ao período homólogo anterior (outubro de 2019 a setembro de 2020).

Para esse período de 12 meses, de outubro de 2020 a setembro de 2021, a Anac indica que a Latam foi a maior transportadora aérea, com 2,55 milhões de passageiros, que lhe conferiam uma fatia de 21,9% do mercado. A Gol é a segunda colocada, com 947 mil passageiros (fatia de 8,1%), e a Tap lidera as companhias estrangeiras com 864 mil passageiros (fatia de 7,4%).

Em seguida, a brasileira Azul com 744 mil (fatia de 6,4%), a American Airlines com 580 mil (fatia de 5%), a Aerolíneas Argentinas com 530 mil (fatia de 4,5%), a Copa Airlines com 487 mil (fatia de 4,2%), a United Airlines com 413 mil (fatia de 3,5%), a Air France com 374 mil (fatia de 3,2%), e Lan Chile, com 329 mil (fatia de 2,8%).
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA