América do Norte registra recuperação mais rápida de tráfego aéreo

|

Segundo dados, a América do Norte registra a recuperação de tráfego aéreo mais rápida com -14,8%
Segundo dados, a América do Norte registra a recuperação de tráfego aéreo mais rápida com -14,8%
A região norte-americana está liderando as recuperações de tráfego aéreo na retomada. Segundo dados do MoneyTransfers.com, a região tem uma capacidade planejada de 21,2 milhões de assentos em 2022, registrando 2,1 milhões abaixo dos níveis de março de 2019, quando atingia 24,3 milhões. De acordo com a empresa, o continente norte-americano está 14,8% abaixo do número de passageiros pré-pandemia.

Analistas atribuem a rápida recuperação dos Estados Unidos e Canadá ao aumento no número de passageiros domésticos. Além disso, a área teve uma iniciativa de vacinação mais rápida e ampla. Isso levou a uma suspensão parcial ou completa de algumas medidas de mitigação da covid-19 .

Já outras regiões não estão indo tão bem quanto a América do Norte. Segundo a análise, no Sudeste Asiático, a capacidade atual de assentos está muito longe dos números pré-pandemia. Hoje, a região relata uma capacidade planejada de 5,4 milhões de assentos. A área atendia 9,9 milhões de passageiros por semana anteriormente.

Dados do Official Airline Guide sugerem que a região está operando cerca de 85% abaixo de sua capacidade padrão. Eles apontam para vários fatores que contribuem para o atraso da região, um deles sendo o ressurgimento de infecções por covid-19 em meados de 2021.

"Dois anos depois, as coisas estão melhorando e a aviação global está se recuperando lentamente", disse o CEO da MoneyTransfers, Jonathan Merry. "A reabertura gradual das economias em todo o mundo viu as pessoas retornarem ao trabalho. E permite algum movimento, embora em níveis reduzidos. Mas ainda está muito longe do que era antes da pandemia", finalizou.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA