Delta cobrará taxa de seguro de US$ 200 de funcionários não vacinados

|

Divulgação
Delta cobrará taxa de US$ 200 por mês de funcionários não vacinados contra a covid-19
Delta cobrará taxa de US$ 200 por mês de funcionários não vacinados contra a covid-19
A Delta Air Lines anunciou que, a partir do dia 1º de novembro, todos os funcionários da companhia aérea que não forem totalmente vacinados contra a covid-19 terão de pagar uma taxa adicional de US$ 200 por mês para cobertura de seguro saúde.

De acordo com a empresa, a permanência hospitalar média custa US$ 50 mil à aérea por pessoa infectada com o novo coronavírus. Portanto, essa sobretaxa é uma medida para lidar com o risco financeiro que a decisão de não vacinar criará para a Delta. Nas últimas semanas, desde o surgimento da variante B.1.617.2, todos os colaboradores que foram hospitalizados com covid-19 não haviam sido totalmente vacinados.

Embora 75% dos funcionários da transportadora já estejam imunizados contra o vírus, o CEO, Ed Bastian, argumentou que a "agressividade" da variante delta “significa que precisamos vacinar muito mais pessoas do nosso pessoal, e o mais próximo possível de 100%.”

Além disso, a partir de 12 de setembro, funcionários não vacinados também deverão fazer exames semanais para detectar ou não a doença. Estes colaboradores também devem usar máscaras faciais dentro de casa.


 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA