ENTRETENIMENTO

Seaquarium se instalará em Gramado (RS) e Foz do Iguaçu (PR)

Divulgação/ Seaquarium Brasil
Os projetos ganham prioridade na análise e tramitação de financiamento junto ao BNDES
Os projetos ganham prioridade na análise e tramitação de financiamento junto ao BNDES
O Ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, entregou à empresa Seaquarium Brasil, representada pelo diretor Reni Puls, o selo +Turismo que pré-aprova os projetos de construção de grandes aquários turísticos nas cidades de Gramado (RS) e Foz do Iguaçu (PR). Os prefeitos municipais João Alfredo Bertolucci e Chico Brasileiro comemoraram o sinal verde da pasta para contratação de crédito.

Com o carimbo de apoio do ministério, os projetos orçados em R$ 115 milhões e R$ 220 milhões, respectivamente, ganham prioridade na análise e tramitação de financiamento junto ao BNDES, banco parceiro do programa Prodetur+Turismo.

Além de movimentar dois milhões de visitantes ao ano, os equipamentos turísticos devem estimular um importante fluxo de investimentos para as cidades. "A demanda por linhas de financiamento mostra que o mercado está confiante no desenvolvimento do setor. Gramado e Foz são capazes de inaugurar, por meio do Turismo, um novo ciclo de desenvolvimento em torno de suas regiões", comentou Lummertz.

De acordo com Puls, cada aquário se transformará em um grande complexo turístico onde haverá também hotéis, museus e centros de eventos, gerando negócios de alto impacto econômico para as cidades. “Um aquário não é só uma coleção de peixes para observação, é um equipamento com alto poder de encantamento, alto impacto educacional, cultural, essencial no desenvolvimento de pesquisas e indutor da geração de empregos, renda e desenvolvimento”, afirmou.

Serão mais de 60 tanques por aquário, que terão espaços de interação e mergulho para exibição de centenas de espécies de água doce e salgada. Entre os recursos previstos estão túneis com 220 graus de visualização das espécies, criando uma completa experiência de imersão na vida aquática.

Os projetos têm a Seaquarium Brasil como desenvolvedora e o Groupe-Coutant, mantenedor do La Rochelle Aquarium (França), como parceiro de tecnologia.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA