São Paulo define protocolos para desfiles de Carnaval

|

Divulgação
Passaporte de vacina e máscara serão obrigatórios para desfilantes e espectadores
Passaporte de vacina e máscara serão obrigatórios para desfilantes e espectadores
A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) definiu na manhã desta quarta-feira (19) o protocolo sanitário para os desfiles de Carnaval 2022 no Sambódromo do Anhembi, na capital. O protocolo com as diretrizes da Coordenadoria de Vigilância em Saúde (Covisa) é fruto de duas reuniões realizadas entre a SMS juntamente com a São Paulo Turismo (SPTuris), Secretaria Municipal da Cultura (SMC) e a Secretaria Municipal de Segurança Urbana (SMSU).

Entre as diretrizes para a realização dos desfiles das escolas de samba no sambódromo estão:
  • Exigência do passaporte da vacina para o público;
  • Limite de ocupação máxima de 70% da capacidade de público em todos os setores, incluindo arquibancada, camarotes e pista;
  • Pré-cadastro de componentes do desfile com o Passaporte da Vacina, que será exigido também para os desfilantes;
  • Uso obrigatório de máscara para desfilantes e espectadores;
  • Redução do número de componentes por escola;
  • Controle de público na concentração e dispersão e recomendações para os ensaios técnicos e encontros nas quadras.

Para o secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido, com o protocolo sanitário, as escolas de samba e organizadores de eventos conseguirão se preparar melhor para garantir a segurança de todos contra a covid-19.

Os organizadores dos eventos permitidos durante o carnaval assumirão a responsabilidade pelo cumprimento das obrigações e recomendações descritas no protocolo sanitário.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA