Reabertura dos parques Universal acelera opções tecnológicas

|

Divulgação
O Universal Orlando Resort voltou a funcionar em junho
O Universal Orlando Resort voltou a funcionar em junho
Celulares e dispositivos móveis similares agora são parte da experiência nos parques do complexo Universal Orlando Resort, nos Estados Unidos. Desde a reabertura das atrações, ainda em junho, os aparelhos aparecem com uma ferramenta que facilita a rotina em um contexto em que protocolos de distanciamento e prática de higienização acirradas ditam as regras. Quem visita o complexo atualmente pode fazer pagamentos, pedir comida e reservar seu lugar na fila para brinquedos, entre outras tarefas, usando seus telefones, por meio do aplicativo.

"Temos falado em nova experiência, de usufruirmos do parque de formas diferentes e nesse momento chegou o app, que ajuda nesse sentido", pontua a diretora de Marketing da Universal Orlando para a América Latina, Juliana Pisani. De acordo com a executiva, a utilização do aplicativo era um movimento natural e que seria cada vez mais presente com o passar dos anos. A necessidade da ocasião, entretanto, acelerou esse processo e trouxe uma prática que veio para ficar.

A maior utilização do app é só uma das novidades da nova rotina dos parques, conforme conta a diretora, que participou hoje (13) da live Check Point, no Portal PANROTAS. Os visitantes do complexo passaram a ter também a necessidade de utilizar máscaras, são convidados a manter o distanciamento entre grupos e usar os totens com álcool gel, seguir as placas com orientações sobre cuidados com a saúde e têm o acesso aos brinquedos controlados.

Divulgação
Juliana Pisani, diretora de Marketing da Universal Orlando para a América Latina
Juliana Pisani, diretora de Marketing da Universal Orlando para a América Latina
OS PILARES
As novas práticas obedecem a uma política feita a partir de três pilares. São eles: triagem (controle da temperatura e a condição de saúde antes da entrada dos visitantes); distanciamento, que deve ser seguido em todos os momentos da visita; e higienização, com trabalho intensificado de limpeza em áreas.

Esses cuidados valem tanto para os parque como para os hotéis e passam também pelos transportes, conforme lembra Juliana.

EVENTOS ADIADAS
A criação desses protocolos modificou a rotina do complexo e também alterou alguns planos. Recentemente, o grupo anunciou o cancelamento do Halloween Horror Nights este ano. A atração volta em 2021.

"Decidimos assim para focar nos eventos diurnos e garantir que haja uma boa experiência no que temos agora", reforça a dirigente.

VENDAS E CONTATO COM AGENTES
Sobre a venda de ingressos, Juliana conta que elas seguem da mesma maneira e pelos mesmos canais: site, bilheteria e por meio das agências de viagens. A marca lançou ainda uma ação de vendas para a América Latina que vale até setembro. A promoção dobra as compras de dois dias de parque.

Sobre a relação com agentes parceiros, a diretora de Marketing conta que, durante os últimos meses, as capacitações não deixaram de ser realizadas e a proximidade com os agentes foi fortalecida.

O Check Point, projeto da PANROTAS com a Imaginadora, e apoio da R1.

ASSISTA AO VÍDEO ABAIXO


 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA