10 dicas para usar o Disney Genie +, o "novo" FastPass dos parques Disney

|

PANROTAS / Artur Luiz Andrade
Entrada do Magic Kingdom, decorada para os 50 anos de WDW
Entrada do Magic Kingdom, decorada para os 50 anos de WDW
ORLANDO – No ano passado, a Disney deu mais um passo na ampliação e seus serviços digitais, criando o Disney Genie, que aumentou as opções de planejamento para os visitantes e trouxe muitas novidades - algumas gratuitas, outras pagas à parte. Uma delas, a substituição do Fast Pass Plus (fila mais rápida nas atrações, com hora marcada e de graça para quem tivesse ingresso para os parques) pela nova entrada/fila, Lightning Lane, cujo acesso agora é comprado, dentro do pacote de serviços pagos Disney Genius +. Quem não comprar essa versão Plus do Disney Genie, pode usar o serviço para várias outras atividades gratuitas, como ver o tempo de espera e reservar restaurantes.

O Portal PANROTAS está visitando a Disney World, em Orlando, esta semana, para conferir as celebrações dos 50 anos do complexo (que seguem até o começo de 2023) e também a inauguração da montanha-russa Guardian of the Galaxy: Cosmic Rewind, primeira atração oficial com personagens Marvel em Walt Disney World.

Mas para que tudo dê certo na visita, é preciso que o agente de viagens oriente bem o passageiro desde a hora do planejamento e reserva. E o uso do Disney Genie é fundamental nesse processo.

Preparamos um mini-guia sobre o uso dos novos serviços, alguns deles obrigatórios para entrar no parque.

1 – A primeira ação atualmente para se visitar um parque da Disney, depois de comprados os ingressos, é agendar o dia exato para a visita a cada um dos parques. Não dá mais, ao menos por enquanto, para chegar em Orlando e decidir na hora quando visitar o Epcot, o Magic Kingdom, o Hollywood Studios ou o Animal Kingdom. É preciso ver a disponibilidade de cada parque e já agendar as visitas, além de vincular os ingressos à conta do passageiro no app My Disney Experience.

2 – Os ingressos vendidos no Brasil pelos operadores select podem ser de 1 a 10 dias, e possuem uma janela de uso. Por exemplo, pode-se comprar um tíquete de dois ou três dias e ter uma janela de mais dois dias para usar. Ingressos de 4 a 7 dias têm mais 3 dias de validade. E os de 8 a 10, mais quatro dias de validade. Quem comprar o Park Hopper Plus ou Parques Aquático Esportes ganha mais um dia de uso. Parques aquáticos, minigolfe e campo de golfe não precisam marcar antes. As visitas não precisam ser em dias seguidos, portanto. Depois do último dia da janela, os ingressos perdem a validade (por exemplo, quem comprou o de 4 dias, pode escolher esses dias dentro da janela de 7 dias. No oitavo dia, esse ingresso deixa de ter validade). O preço vai variar também de acordo com o dia escolhido.

3 – Com os dias reservados, é hora de ver o hotel. O número de dias dos ingressos e a hospedagem vão fazer a diferença em alguns momentos, como veremos a seguir.

PANROTAS / Artur Luiz Andrade
Página principal do My Disney Experience, app que reúne todas as compras e planejamentos para as visitas aos parques e resorts Disney
Página principal do My Disney Experience, app que reúne todas as compras e planejamentos para as visitas aos parques e resorts Disney
4 –
O agente de viagens e o visitante irão gerenciar a visita à Disney por meio do app My Disney Experience. Baixar o app, todo em inglês, é fundamental. O Disney Genie é um serviço que está dentro do app e oferece, de graça, consulta aos tempos de espera nas atrações, reservas em restaurantes e pedidos de comida via mobile, além de um gerenciador de itinerário personalizado.
Mas também oferece os serviços pagos (pacote Disney Genie +) para as filas mais rápidas, as novas Lighting Lanes, que substituíram o antigo Fast Pass Plus.

PANROTAS / Artur Luiz Andrade
Fila Lightning Lane da montanha-russa dos Sete Anões
Fila Lightning Lane da montanha-russa dos Sete Anões
5 –
Há dois tipos de acesso à Lightining Lane dentro do pacote Disney Genie Plus: no primeiro, paga-se US$ 15 por dia para acesso à entrada express em mais de 40 atrações e shows. A partir das 7h da manhã do dia da visita o visitante deve escolher sua primeira atração. Será dado um período de uma hora para a visita à atração e assim que entrar na mesma, passando seu cartão ou magic band em um sensor com a orelha do Mickey, ele pode já agendar a segunda. A média, dependendo do movimento do dia, é de 4 a 6 entradas na Lightning Lane por dia. Não há limites. Detalhe: em algumas atrações, para evitar que espertinhos entrem na fila mais rápida sem pagar, além de passar o ingresso, o telefone ou a magic band na porta da fila Lighting Lane, lá dentro, perto da atração, pode ser que seja preciso passar o cartão novamente.

A outra opção é a compra à la carte para as atrações mais concorridas (geralmente as mais recentes, média de duas por parques, como Rise of the Resistance). O preço é variável, dependendo da atração e da época do ano, mas começa em US$ 7 por atração. Há um limite de duas atrações por dia, mesmo sendo em parques diferentes. Funciona como o primeiro tipo, com uma hora de janela para a visita. Quem está em um hotel Disney pode agendar essa opção a partir de 7h da manhã do dia da visita. Os demais, no momento da abertura do parque escolhido. A compra é à 00h01 do dia de uso.

Esses serviços, que foram agrupados em um pacote chamado Disney Genie + (pago à Parte), só podem ser comprados por quem tem ingresso de pelo menos dois dias. Quem comprou ingresso de apenas um dia não tem acesso a esse pacote.

Cada integrante do grupo ou da família deve comprar um acesso à Lighting Lane, pois ele é individual.

PANROTAS / Artur Luiz Andrade
6 –
Os agentes de viagens podem vender no Brasil, via operadoras selecionadas, o acesso à Lighting Lane, que tem um custo de US$ 15 por dia. Se o passageiro não comprar no Brasil, terá de comprar via app, no dia da visita ao parque, com cartão de crédito (compra a partir da meia-noite do dia e reserva a partir das 7h). A compra da Lighting Lane para as atrações à la carte não pode ser feita no Brasil (somente no dia da visita).

7 – A Disney recomenda que essa fase depois da compra do ingresso, para a reserva e compra da Lighting Lane no Disney Genie, além do link de ingressos e demais reservas, seja feita no site que os agentes de viagens estão habituados a usar, pois algumas funções do app não ficam disponíveis no Brasil. O Saiba Antes de irtambém deve ser consultado para ver as atualizações de todas as regras, como as do Park Hopper, por exemplo (se um parque já tiver atingido sua capacidade máxima, não haverá Park Hopper, em que se vai a mais de um parque por dia).

8 – Além do acesso em fila mais rápida às atrações, o Disney Genie + (Plus), nome oficial da compra do acesso à Lightining Lane, oferece ao visitante dicas e curiosidades em áudio, disparadas na fila, e uso dos filtros exclusivos de realidade aumentada nas fotos do Disney Pass, alguns exclusivos para pontos dentro do parque, como em frente ao Castelo da Cinderela ou ao Galxys’s Edge.

PANROTAS / Artur Luiz Andrade

9 –
No app My Disney Experience, basta clicar em Tip Board para ver as atrações disponíveis para os dois tipos de Lightning Lane. Quem não fala inglês pode se guiar pelo nome e foto das atrações em cada parque e escolher o horário que aparece ao lado de cada uma.

10 – O visitante pode usar esse acesso à Lighting Lane em mais de um parque no mesmo dia, desde que tenha Park Hopper e respeite os limites do serviço (por exemplo, duas atrações à la carte por dia). O Park Hopper também está diferente: o visitante só pode ir ao segundo parque no dia, depois de entrar no parque para o qual está marcado e somente após as 14h. Depois desse horário poderá visitar os outros três parques, por exemplo, sem agendamento prévio. Mas sempre é bom ver a disponibilidade dos parques no Saiba Antes de Ir, pois os parques podem lotar.

Dúvidas, atualizações e mais detalhes devem ser olhados constantemente no disneyagentesdeviagens.com.br e no Saiba Antes de Ir: https://disneyworld.disney.go.com/pt-br/experience-updates/parks/.

Quem não quiser comprar acesso à Lightning Lane, no pacote Disney Genie +, pode entrar nas atrações normalmente, pelas filas stand-by, sem hora marcada (a fila tradicional das atrações). Uma outra opção para quem quer ir mais rápido nas atrações é a fila single rider, para que quer ir sozinho na atração.

O Portal PANROTAS viaja a convite da Disney Destinations, voando American Airlines e com proteção GTA, incluindo cobertura para covid-19

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA