Programa Acolhe, da Accor, recebe Prêmio Eco 2022

|


Divulgação
A cerimônia de premiação aconteceu na sede da Amcham, em São Paulo, na última quinta-feira (28)
A cerimônia de premiação aconteceu na sede da Amcham, em São Paulo, na última quinta-feira (28)
A Accor foi reconhecida com o Prêmio Eco 2022, da Amcham, pelo Programa Acolhe, do Fundo de Investimento Social Privado (ISP) pelo fim da violência contra mulheres e meninas. O programa foi criado em 2020, por meio de uma parceria com o Instituto Avon, e abriga na rede de hotéis da Accor no Brasil vítimas de violência doméstica junto com seus filhos.

A iniciativa tem como base cinco pilares, que são Resgate/Acolhimento, Hospedagem, Suporte social, psicológico e jurídico, Capacitação e Recomeço, envolvendo 150 municípios com o apoio do comitê interno do Riise (Programa de Equidade de Gênero e Empoderamento Feminino), composto por colaboradores voluntários da Accor.

Até o dia 30 de junho deste ano, 139 mulheres e 165 acompanhantes já receberam abrigo em hotéis da rede, resultando em 1.238 diárias de hotel. Além disso, 177 atendimentos (psicológico, jurídico e social) adicionais (sem hospedagem) foram realizados e 210 municípios em 18 Estados já estão habilitados a utilizar o Programa Acolhe.

“A essência do nosso trabalho enquanto hoteleiros é cuidar e servir nossos clientes. E o Programa Acolhe nos oferece a oportunidade de demonstrar o zelo, a generosidade e a dedicação que as nossas equipes de Heartists (artistas do coração) têm com as vítimas de violência doméstica e seus filhos, que são recebidos em nossos hotéis. Me sinto muito honrada e feliz em fazer parte desta iniciativa que transforma vidas. O reconhecimento, do Prêmio Eco, da Amcham, confirma que estamos no caminho certo e nos incentiva a continuar lutando por um mundo mais justo e humano”, destaca a vice-presidente sênior de Jurídico, Riscos & Compliance da Accor América do Sul, Magda Kiehl.

A cerimônia de premiação aconteceu na sede da Amcham, em São Paulo, na última quinta-feira (28).
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA