INAUGURAÇÕES

Selina escolhe Florianópolis para sua primeira unidade no Brasil

Divulgação/ Selina
Unidade do grupo em Medellín, na Colômbia
Unidade do grupo em Medellín, na Colômbia
A rede de hotelaria e coworking Selina acaba de anunciar que Florianópolis receberá a sua primeira unidade em solo brasileiro, com previsão de abertura para o início de 2019, na Praia Mole.

Em seguida, a rede espera anunciar outras unidades, incluindo Rio de Janeiro e São Paulo. O objetivo é abrir negócios em 40 localidades com investimento de US$ 60 milhões, que resultará em disponibilidade de dez a 15 mil acomodações.

"Pretendemos crescer em todo o Brasil, de grandes cidades urbanas a cidades de praia, selvas, montanhas e florestas. Começando por Florianópolis, atingimos nosso objetivo de estar nos lugares mais desejados pelos viajantes de todo o mundo", afirma o vice-presidente de Desenvolvimento de Negócios da Selina, Steven O'Hayon.

Os espaços escolhidos são, em geral, hotéis antigos e alugados por longo tempo, que passam a ser adaptados ao estilo do grupo. Em curto período e com um investimento relativamente baixo, os locais da Selina ficam disponíveis para operação.

“Nosso modelo cria oportunidades para nossos parceiros investirem no crescimento de nossa marca e para adquirir imóveis, o que acaba resultando em um maior investimento para o País", argumenta o executivo.

Outra característica do negócio é estar voltado para um público nômade digital, incluindo pessoas que trabalham de forma remota e que, por este motivo, podem morar por alguns meses em alguma unidade Selina. As unidades podem ser equipadas também com lojas, restaurantes, bares ou espaços culturais, de acordo com a demanda de cada região.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA