Blue Park e My Mabu são previstos para 2019 em Foz do Iguaçu

|

Com conclusão prevista para 2019, as obras do Blue Park e do My Mabu, em Foz do Iguaçu (PR), receberam a visita de uma comitiva liderada pelo atual prefeito da cidade, Chico Brasileiro, que se mostrou bastante impressionado com a grandiosidade e o potencial de exploração dos novos empreendimentos.

Divulgação
“Será um conjunto de entretenimento que aumentará, certamente, o tempo de permanência das famílias em Foz do Iguaçu, além de beneficiar a cidade e região, já que hoje o lazer é uma necessidade na vida das pessoas", afirmou o prefeito. "Será um grande marco no desenvolvimento da cidade. Nos próximos anos veremos esse desenvolvimento, revendo o antes e após este projeto”, comemorou Chico Brasileiro.

PARQUE AQUÁTICO
Com mais de 62 mil metros quadrados, o Blue Park será o maior parque aquático do sul do Brasil. Em dezembro deste ano será inaugurada sua praia de ondas. Na sequência, em meados de 2019, será a vez da área para crianças e, no final do próximo ano está prevista a segunda grande inauguração do local: a parte dos brinquedos aquáticos mais radicais, fabricados especialmente para o parque paranaense.

Divulgação
APARTAMENTOS PRÓPRIOS
O My Mabu, por outro lado, "se diferencia por ser um conceito de férias inteligente pouco explorado no Brasil", como avalia a administração. Os proprietários dos apartamentos poderão usufruir da estrutura do Mabu Thermas Grand Resort, assim como aproveitar o parque aquático, durante quatro semanas ao longo do ano. A primeira entrega será em dezembro de 2019, enquanto a segunda, com a mesma quantidade de unidades, está prevista para dezembro de 2021.

“Esses projetos, com certeza, mudarão a realidade dos moradores do entorno da cidade e dos turistas. Em um primeiro momento, em um raio de 500 km. Em uma segunda etapa, em um raio mais amplo, de até 800 km. É um complexo que pode atender ao cenário turístico tanto nacional como de outros países, já que estamos bem na tríplice fronteira com a Argentina e o Paraguai”, comentou Wellington Estruquel, CEO da Rede Mabu.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA