GJP explica rotina de retomada e protocolos na reabertura de hotéis

|

Já com seu processo de reabertura em andamento - até o final de agosto três dos dez empreendimentos da rede estarão reativados -, a GJP Hotels & Resorts realizou hoje (29) uma live para clientes convidados detalhando sua jornada de retomada e o serviço repleto de protocolos da rede para o momento. A diretora de Vendas e Marketing da rede, Ana Luiza Masagão, foi quem explicou as ações e como a empresa se prepara para oferecer uma experiência que permaneça prazerosa e com mais segurança.

Na primeira edição do Conexão Virtual, a executiva recebeu o editor-chefe da PANROTAS, Artur Luiz Andrade, que ficou responsável pela mediação do debate; a infectologista do hospital Sírio-Libanês, Miriam Dal Ben, que participou da elaboração do protocolo que está em vigor na GJP; o influenciador Ricardo Freire, do blog Viaje na Viagem; e o viajante corporativo Danilo Nobre, da RIP Serviços Industriais.

Ana Luiza Masagão, da GJP, recebeu, Ricardo Freire, do Viaje na Viagem, Artur Andrade, da PANROTAS, Danilo Nobre, da RIP Serviços Industriais, e Miriam Dal Ben, do hospital Sírio-Libanês
Ana Luiza Masagão, da GJP, recebeu, Ricardo Freire, do Viaje na Viagem, Artur Andrade, da PANROTAS, Danilo Nobre, da RIP Serviços Industriais, e Miriam Dal Ben, do hospital Sírio-Libanês
Ana Luiza começou destacando o esforço da rede para manter o relacionamento com clientes, fornecedores e parceiros cada vez mais estreito, mesmo num momento de afastamento como o que vivemos. Foi essa desejo de proximidade, inclusive, o maior motivador para o encontro virtual, segundo comenta a gestora. Ainda segundo a diretora, quando começou a articular as ações práticas, a GJP procurou um parceiro de renome, que fosse capaz de transmitir confiança para que o viajante voltasse aos hotéis da marca e nesse momento apareceu a parceria com o Sírio-Libanês.

"Esse acordo ajudou a preparar nossa retomada, resultando numa série de protocolos e experiências para o novo momento", reforça a executiva. O acordo da companhia hoteleira com o hospital resultou na criação do projeto Clean & Safe, que determina a conduta de funcionários e clientes no momento em que os meios de hospedagem voltarem a receber clientes.

O Clean & Safe começa com treinamentos das equipes dos hotéis da marca, com a implementação de novas rotinas e desemboca nas orientações que os hóspedes devem seguir para se manter seguros durante sua estada.

Em todos as propriedades da empresa existem orientações de distanciamento, álcool gel disponível para utilização, incentivo à realização do pré-check-in on-line, intensificação na comunicação visual, capacidade reduzida de atendimento, criação de um web app para solicitação de serviços e novas experiências em alimentação e lazer.

ANUÊNCIA DO HÓSPEDE
Determinados pela parceria da rede com a instituição hospitalar, os protocolos implementados contam com o consentimento dos hóspedes que, na chegada, pelo aplicativo ou nos cadastros de ingresso, são convidados a assinar um termo de concordância.

"Isso é fundamental e uma garantia para os outros clientes, dispostos a seguir regras. Achei ótimo e uma iniciativa de que ainda não tinha ouvido falar", opinou Ricardo Freire em uma de suas intervenções durante a live. O especialista em viagens acredita que apesar da vontade de viajar, ainda há muita insegurança, o que pode ser minimizado quando se sabe que existem ambientes com protocolos bem feitos e cumpridos.

A rede também incentiva os seus clientes a conhecer melhor as medidas de momento pormenorizando no site e nas redes sociais toda a nova rotina. Contando como são feitos os treinamentos e os trabalhos de limpeza em apartamentos e áreas comuns.

HOTEL X HOSPITAL
Durante os processos de criação e implementação das novas regras, a GJP teve a preocupação de não modificar demais a atmosfera hoteleira. De acordo com Ana Luiza, houve o cuidado de agir para que os corredores dos hotéis não fossem transformados em ambientes hospitalares. Nesse processo o hospital Sírio-Libanês seguiu colaborando.

"Quando se pensa em ações para a retomada, temos que ajustar os protocolos de mitigação para garantir segurança mas mantendo o objetivo de um hotel", afirmou a médica Miriam Dal Ben.

A infectologista conta que a implementação dos protocolos se deu em dois momentos. O primeiro foi o de rever processos já em vigor, como eles podiam ser melhorados e onde entrariam as mudanças criando rotinas mais seguras. O segundo é perceber como se dá a adesão dos clientes e trabalhar pela melhoria contínua dos protocolos. Tanto que haverá uma certificação dos hotéis e um acompanhamento da evolução e manutenção dos protocolos.

LIMPEZA E EQUIPAMENTOS
Numa das questões levantadas pela audiência, os equipamentos e a limpeza feita neles foi o tema da discussão. Ana Luiza lembrou que aí está uma das mudanças invisíveis mas que fazem toda a diferença na operação. "Aumentamos a frequência de limpeza em aparelhos como o ar condicionado, que agora tem o filtro limpado com maior periodicidade e a parte externa esterilizada com desinfetante a cada nova arrumação no apartamento", comentou.

A limpeza dos quartos passou a ser feita a cada dois dias, mas pode acontecer diariamente, caso haja solicitação dos clientes. Já nos restaurantes, a regra número um é manter a distância. As mesas ficam distantes e opções de café da manhã, por exemplo, já não são mais como antes. "Agora temos um bufê individual, com opções embaladas. As refeições também podem ser servidas no quarto", lembra a diretora da GJP.

A médica do Sírio desmistisficou alguns itens, como túnel de desinfecção e tapetes com a mesma finalidade. Segundo ela, não têm efeito prático. Higienização das mãos, não levar a mão às mucosas antes de lavá-las, uso de máscara e distanciamento são as medidas eficazes.

Danilo Nobre, que teve de viajar a trabalho nos primeiros meses de pandemia, entre Viracopos e Vitóris, atestou isso e disse que ficou tenso, mas viu que os equipamentos estavam com os protocolos, o que lhe deu mais segurança. A adesão às medidas recomendadas é sua principal dica. O cuidado consigo mesmo e com os outros.

EVENTOS
Questionada sobre a retomada dos eventos, a executiva da GJP afirma que os hotéis da rede já têm recebido solicitações para eventos presenciais a partir de outubro. As consultas são para encontro pequenos e contando com os protocolos em vigor na empresa.

Ana Luiza também antecipa que, nas próximas semanas, a companhia deve lançar um novo produto nesse segmento. A novidade é um estúdio digital, em parceria com a R1, para eventos virtuais e híbridos na cobertura de um dos hotéis da rede no Rio de Janeiro. Outros eventos, em parceria com a Academia de Viagens, serão feitos. E os novos produtos da GJP para esse período, incluindo pacotes para longas estadas, compra de crédito para viagens futuras e hospedagem de luxo já estão disponíveis.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA