Ocupação hoteleira dos EUA registra 48,1% e segue crescendo

|

Divulgação
A STR divulgou os dados de desempenho de hotéis nos Estados Unidos para a semana entre 19 e 25 de julho, registrando ocupação e tarifas de quarto um pouco mais altas que na semana anterior. No período, a ocupação foi de 48,1%, que signfica queda de 37,9% comparado a 2019; taxa média diária (ADR) de US$ 99,24 (-27,3%); e receita por quarto disponível (RevPAR) de US$ 47,75 (-54,8%).

Com esses números, a ocupação nos EUA aumentou semana após semana durante 14 das últimas 15 semanas, embora o crescimento da demanda (diárias vendidas) tenha diminuído. Os dados agregados para os 25 principais mercados mostraram menor ocupação (40,8%) e ADR (US$ 97,32) do que todos os outros mercados. Norfolk/Virginia Beach, Virgínia, foi o único desses grandes mercados a atingir um nível de ocupação de 60% (66,1%).

Quatro mercados adicionais atingiram ou superaram 50% da ocupação: Detroit, Michigan (55,2%); Atlanta, Geórgia (50,5%); Filadélfia, Pensilvânia-Nova Jersey (50,4%); e San Diego, Califórnia (50,0%).

Os mercados com os níveis de ocupação mais baixos da semana incluíram Ilha de Oahu, Havaí (22,7%); Nova Orleans, Louisiana (28,3%); e Miami/Hialeah, Flórida (30,7%).

Note-se que em Nova York, Nova York, a ocupação foi de 36,3%, um pouco acima dos 35,9% da semana anterior. Em Seattle, Washington, a ocupação foi de 35,1%, um aumento em relação aos 34,2% da semana anterior.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA