Iberostar planeja se tornar neutra em carbono até 2030

|

Divulgação/Iberostar
O plano faz parte da Agenda 2030 do Grupo Iberostar, lançada em janeiro de 2020
O plano faz parte da Agenda 2030 do Grupo Iberostar, lançada em janeiro de 2020

Visando proteger a natureza de seus destinos, a Iberostar planeja reduzir as emissões de carbono em pelo menos 75% até 2030. A companhia estima que as emissões por hotel diminuirão em função do aumento da eficiência e do uso de energia renovável, mas será necessária uma compensação para atingir a neutralidade por meio da restauração de até 560 mil manguezais em seus destinos. Por ter 80% dos hotéis à beira-mar, a empresa busca compensar um mínimo equivalente a 75% de suas emissões por meio de "soluções de carbono azul", que armazenam carbono em locais marinhos e costeiros.

"Os manguezais são bem desenvolvidos ao longo das costas de países como México, Cuba e República Dominicana e constituem um dos maiores reservatórios de carbono dos trópicos. A nossa abordagem, portanto, inclui o compromisso de protegê-los e restaurá-los a fim de atingir o máximo de absorção e retenção de carbono e, assim, alcançar o equilíbrio das emissões globais", explicou a diretora do Escritório de Sustentabilidade Global do Grupo, Megan Morikawa.

O plano faz parte da Agenda 2030 do Grupo Iberostar, lançada em janeiro de 2020, com o objetivo de eliminar desperdícios, neutralizar as emissões de carbono e melhorar a saúde dos ecossistemas que envolvem seus hotéis. A Agenda 2030 inclui quatro objetivos principais: a implementação de programas de proteção e restauração de ecossistemas, compensando pelo menos 75% do CO2 emitido até 2030; o uso do armazenamento de carbono azul para ajudar a processar o excesso de nutrientes após o tratamento de águas residuais em todas as propriedades; a agregação de pelo menos 25% a mais de vegetação nos destinos onde o grupo opera; e a divulgação das metas para clientes, funcionários e parceiros do grupo, reforçando o compromisso com a saúde costeira.


*Fonte: Business Traveller

conteúdo original: https://bit.ly/2Uz66u4
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA