Airbnb coibirá festas de Réveillon, incluindo no Brasil

|

Pixabay
Serão recusados pedidos por uma noite na véspera de Ano Novo para hóspedes sem histórico de avaliações positivas na plataforma
Serão recusados pedidos por uma noite na véspera de Ano Novo para hóspedes sem histórico de avaliações positivas na plataforma
Visando reforçar seu compromisso com a segurança, saúde e o bem-estar da comunidade, o Airbnb proibiu globalmente, em 2020, festas e eventos de qualquer natureza em espaços locados pela plataforma. Agora, a empresa anuncia a expansão de um recurso complementar a essa política para prevenir que usuários desrespeitem essa regra no Réveillon, data com maiores riscos de festas não autorizadas.

Com a nova medida, serão recusados pedidos de reserva de acomodações inteiras por uma noite, véspera de Ano Novo, para hóspedes sem histórico de avaliações positivas na plataforma. A iniciativa é válida em nove países, que agora incluem Brasil, Porto Rico e Nova Zelândia. Já faziam parte do plano, testado pela primeira vez no ano passado, Estados Unidos, Canadá, Austrália, França, Espanha e Reino Unido.

O Airbnb também vai implementar restrições mais rígidas para reservas de duas noites, ampliando o uso da tecnologia que detecta solicitações nesse perfil feitas de última hora, em localidades específicas, por hóspedes sem histórico de avaliações positivas no sistema.

Em 2020, cerca de 243 mil pessoas foram barradas ao tentarem fazer reservas para a véspera do Ano Novo. Na avaliação da plataforma, esses esforços alcançaram o objetivo de reduzir aglomerações.

Medidas semelhantes foram adotadas com sucesso nos EUA e no Canadá para o 4 de julho e o Halloween de 2021. O Airbnb segue explorando oportunidades para implementar iniciativas desse tipo no mundo todo, além de investir de forma contínua em outros sistemas de prevenção a festas.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA