Airbnb registra lucro de US$ 379 milhões no 2T22

|

Pixabay
Trimestre foi o segundo trimestre mais lucrativo da história da Airbnb
Trimestre foi o segundo trimestre mais lucrativo da história da Airbnb
Ontem (2), a Airbnb divulgou os resultados financeiros do segundo trimestre de 2022, revelando o segundo trimestre mais lucrativo de sua história. A empresa registrou lucro líquido de US$ 379 milhões, uma melhoria de quase US$ 700 milhões em relação ao segundo trimestre de 2019. A receita no trimestre foi de US$ 2,1 bilhões, um aumento de 58% em comparação com o mesmo período do ano anterior e de 73% em comparação com o segundo trimestre de 2019 (pré-pandemia).

“O segundo trimestre de 2022 demonstra que alcançamos crescimento e lucratividade em escala. No ano passado, geramos US$ 2,9 bilhões em fluxo de caixa livre e nossa receita no segundo trimestre aumentou mais de 70% desde o segundo trimestre de 2019. Nossa força neste trimestre é o resultado de nossa capacidade de manter o foco e a disciplina enquanto continuamos a inovar incansavelmente”, afirmou o cofundador e CEO do Airbnb, Brian Chesky.

RESULTADOS FINANCEIROS
Em uma perspectiva de crescimento, a Airbnb ultrapassou os 103 milhões de noites e experiências reservadas, o maior número trimestral de sempre. "Geramos US$ 2,1 bilhões em receita, crescendo 58% ano a ano (ou 64% excluindo câmbio). Nossa receita e GBV são 73% maiores do que no segundo trimestre de 2019. Desde o início da pandemia, o Airbnb superou significativamente o restante do setor de viagens", comunicou a empresa.

Do ponto de vista da lucratividade, este é o segundo trimestre mais lucrativo de todos os tempos da Airbnb, com lucro líquido de US$ 379 milhões - uma melhoria de quase US$ 700 milhões em relação ao segundo trimestre de 2019. Foi registrado US$ 795 milhões de FCF no trimestre - uma melhoria de quase US$ 1,1 bilhão em relação aos US$ (263) milhões FCF da pandemia há dois anos. Mais importante, nos últimos doze meses, geramos US$ 2,9 bilhões em FCF, elevando nosso saldo total de caixa para quase US$ 10 bilhões.

Confira abaixo destaques dos resultados da Airbnb do segundo trimestre de 2022:

  • A receita do segundo trimestre de US$ 2,1 bilhões cresceu 58% ano a ano. Também superou significativamente a receita do segundo trimestre de 2019 em 73%. O crescimento da receita foi impulsionado pela combinação de crescimento em Noites e Experiências Reservadas e força contínua em ADR.
  • O lucro líquido do segundo trimestre de US$ 379 milhões foi o segundo trimestre mais lucrativo. O lucro líquido melhorou em US$ 676 milhões em comparação com o segundo trimestre de 2019, principalmente devido ao crescimento de receita e disciplina de despesas. No segundo trimestre de 2022, foi registrada uma margem de lucro líquido de 18%, acima de 5% no segundo trimestre de 2021 e 25% em 2019, e US$ 1,2 bilhão de lucro líquido nos últimos doze meses.
  • O EBITDA ajustado do segundo trimestre de US$ 711 milhões foi mais que o triplo do segundo trimestre de 2021. O EBITDA ajustado no segundo trimestre de 2022 foi uma melhora significativa em relação ao prejuízo no segundo trimestre de 2019. A margem EBITDA ajustada foi de 34% no segundo trimestre de 2022, acima dos 16% no segundo trimestre de 2021 e 4% no segundo trimestre de 2019.
  • O Fluxo de Caixa Livre do 2º trimestre de US$ 795 milhões foi o nosso maior Q2 de todos os tempos. O caixa líquido do segundo trimestre de 2022 fornecido pelas atividades operacionais foi de US$ 800 milhões, acima dos US$ 152 milhões no segundo trimestre de 2019. O aumento no fluxo de caixa foi impulsionado pelo crescimento da receita e pela expansão da margem, bem como pelo crescimento das reservas sazonais, impulsionando o aumento das taxas não recebidas.

DESTAQUES
De acordo com o Airbnb, o forte desempenho no segundo trimestre de 2022 foi impulsionado por várias tendências positivas de negócios. Confira abaixo.

  • A demanda de hóspedes no Airbnb está mais alta do que nunca. As reservas de 103,7 milhões de diárias e experiências no segundo trimestre de 2022 marcaram o maior número trimestral de todos os tempos, um aumento de 24% em relação ao segundo trimestre de 2019, apesar das incertezas macroeconômicas.
  • Os hóspedes continuam a retornar às cidades e cruzar fronteiras. As noites brutas reservadas para áreas urbanas de alta densidade no segundo trimestre de 2022 aceleraram em relação ao primeiro trimestre de 2022 e mais uma vez excederam os níveis pré-pandemia. Além disso, noites brutas reservadas para viagens internacionais não apenas superarem os níveis pré-pandemia, mas dobrarem em comparação com o segundo trimestre de 2021.
  • Os hóspedes continuam a ficar mais tempo no Airbnb. No segundo trimestre de 2022, as estadias de longa duração de 28 dias ou mais permaneceram como a categoria de crescimento mais rápido por duração da viagem em comparação com 2019. As estadias de longa duração aumentaram quase 25% em relação ao ano anterior e quase 90% em relação ao segundo trimestre de 2019.

"A demanda de hóspedes está impulsionando o crescimento de nossa comunidade de anfitriões. As listagens ativas para destinos não urbanos aumentaram quase 50% em comparação com o segundo trimestre de 2019, impulsionadas pela demanda contínua por noites não urbanas. E à medida que a demanda retorna às cidades, também estamos vendo um crescimento na oferta urbana total. No geral, as diárias e experiências reservadas cresceram 24% em relação ao segundo trimestre de 2019, enquanto as listagens ativas cresceram 23% no mesmo período, demonstrando como o crescimento da oferta continua atendendo à demanda", concluiu o comunicado da Airbnb.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA