O que mais aflige o pequeno agente de viagens nesse momento?

|


Emerson Souza
Inês Melo
Inês Melo

Na tarde desta terça-feira, 31, a União Nacional de Agências de Viagens (Unav) reuniu, virtualmente, via Zoom, 85 de seus membros, para debater a crise causada pelo novo coronavírus. E hoje pela manhã, o advogado e o presidente da Aviesp, Marcelo Oliveira e Marcos Lucas, respectivamente, também fizeram uma reunião virtual com 91 agentes da Unav para tirar dúvidas mais ligadas a questões legais.

Na reunião de ontem, uma das preocupações foi qual a hora de voltar a vender, desde identificar o timing dessa venda até saber que fornecedores usar, e ainda novos formatos, como voucher, por exemplo. “Muitos membros vivem apenas do Turismo e a situação é preocupante. Inclusive do ponto de vista emocional”, disse Inês Melo, da Stanfer Turismo, e porta-voz do grupo.

Segundo ela, é também um momento de fortalecimento da importância dos agentes de viagens, que ajudaram vários clientes na repatriação e no contato com fornecedores. “Mesmo se não compraram com a gente, estamos ajudando, para que nas próximas vendas esses consumidores venham nos procurar”, explica.

Para a Aviesp, a Unav pediu que a entidade representasse os agentes independentes com os fornecedores e com as autoridades. “Sugerimos uma campanha do MTur valorizando o profissional de viagens”, contou Inês.


Emerson Souza
Marcos Lucas, da Aviesp
Marcos Lucas, da Aviesp

NA CABEÇA DO AGENTE

Outros temas que afligem os agentes da Unav nesse momento e que foram compartilhados com a Aviesp incluem a questão da responsabilidade solidária, que a Abav Nacional vem tratando com as autoridades, a questão da comissão nos casos de reembolsos (algo já defendido também pela presidente da Abav, Magda Nassar), se as resoluções do Procon valem para todo o Brasil, e também como acessar as linhas de crédito disponibilizadas pelo governo.

“É muito importante estarmos unidos e junto das associações. A Unav não é uma associação e nós recomendamos que todos nossos membros estejam ligados a uma das entidades que nos representam”, finalizou Inês.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA