Abav-RJ quer organizar bagunça no entorno do Pão de Açúcar e Corcovado

|


Divulgação
As entidades participantes da reunião se comprometeram a desenvolver ações efetivas
As entidades participantes da reunião se comprometeram a desenvolver ações efetivas
A desordem urbana no entorno dos dois principais pontos turísticos da cidade do Rio de Janeiro - Corcovado e Pão de Açúcar - foi tema de reunião promovida pela Abav-RJ, na tarde da última segunda-feira (7), envolvendo a iniciativa privada e o poder público. Os problemas incluem a falta de um local para embarque e desembarque dos veículos de Turismo, com estacionamentos irregulares, e a atuação de flanelinhas e táxis irregulares nos locais.

"Temos problemas crônicos na porta de entrada dos locais mais visitados pelos turistas na nossa cidade. E a imagem que eles levam é de total desordem e insegurança. Precisamos resolver esses entraves que já duram anos", ressaltou o presidente da Abav-RJ, Luiz Strauss.

O encontro contou com a participação da diretora de Turismo Especializado da Abav-RJ, Cristina Fritsch; do CEO do Bondinho Pão de Açúcar, Sandro Fernandes; do gerente de Operações da atração, Leandro Lacerda; do presidente do Trem do Corcovado, Savio Neves, acompanhado pelo diretor de Operações, Riccardo Pina; do secretário municipal de Transportes do Rio de Janeiro (SMTR), Paulo Jobim Filho, junto com o subsecretário Allan Borges Nogueira; do comandante da Guarda Municipal, José Ricardo Soares da Silva; da delegada titular da Delegacia Especial de Apoio ao Turismo (DEAT), Patricia Alemany; e dos coordenadores técnicos de Tráfego da CET Rio, Bruno Mendes Marques, Renato Teixeira e Luiz Gustavo.

Na reunião, os participantes ressaltaram a necessidade de atuação mais efetiva das entidades envolvidas no ordenamento urbano para que seja possível um choque de ordem nos locais. A SMTR se comprometeu a realizar ações de fiscalização dos táxis que ali operam e a desenvolver um plano de intervenção com um calendário fixo, de forma que a nova prática seja adotada pela nova gestão municipal.

A CET Rio revelou que já existe um estudo para transformar a praça São Judas Tadeu, que fica ao lado da entrada da estação do Trem do Corcovado, em uma grande área de embarque e desembarque para os veículos de Turismo. Já a DEAT, junto com a Guarda Municipal e com o apoio do Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas (BPTur), se prontificaram a realizar operações surpresas para coibir a atuação dos flanelinhas, ambulantes e taxistas ilegais.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA