Gol faz promessas à Abav-DF em relação à instabilidade de sistemas

|

Divulgação Gol
Abav/DF recomenda que agências suspendam vendas com a Gol após instabilidade nos sistemas da companhia aérea
Abav/DF recomenda que agências suspendam vendas com a Gol após instabilidade nos sistemas da companhia aérea
A Abav-DF, em um comunicado, está recomendando que as agências de viagens, a partir de hoje (22), suspendam todas as novas vendas, remarcações e solicitações de reembolso com a Gol, devido à substituição do sistema feita em 21 de agosto, que causou instabilidades e impossibilidade de comunicação com a aérea.

A associação disse que a medida vem após “inúmeras tentativas de solução junto aos representantes da Gol e das diversas reclamações das associadas”.

Procurada, a Abav Nacional afirma que a iniciativa é exclusiva do DF, sem a sua participação. A presidente da entidade, Magda Nassar, informa que “qualquer prática e conduta tomada sem a anuência e direcionamento com a Abav Nacional é de integral e individual responsabilidade daqueles que a tomarem ou propagarem”.

PALAVRA DA ABAV-DF
De acordo com o presidente da Abav-DF, Levi Jeronimo Barbosa, o principal problema foi que não houve um comunicado, por parte da Gol, informando ao público sobre a troca de sistema e as possíveis instabilidades que viriam com ela. Segundo ele, os clientes precisam adquirir bagagem, trocar assento, remarcar bilhetes e as agências não conseguem, por conta do problema nas plataformas da aérea, o que acaba afetando diretamente as agências.
Divulgação
Levi Barbosa, da Abav-DF
Levi Barbosa, da Abav-DF

"As agências não podem ofertar para um cliente um produto que tenha problema. O produto Gol, hoje, prefiro não vender, pois se o passageiro precisar remarcar, comprar uma bagagem, marcar um assento, não vou ter como fazer. Então, em vez de criar um problema, prefiro evitar."

Ainda de acordo com ele, como em Brasília há grande demanda por corporativo, as agências estão sendo multadas e notificadas pelos clientes "pois não há nenhum tipo de documento que podemos mostrar que a Gol está passando por essas falhas. Fica só a nossa palavra e o cliente acaba pensando que é incompetência nossa. Tentamos administrar esse problema com a Gol desde agosto até hoje. Como a companhia não tomou uma atitude ou resolveu o caso, fizemos uma reunião na quarta (20) e decidimos fazer este comunicado interno”, explica.

Após a divulgação do documento emitido pela Abav-DF, a Gol solicitou uma reunião com Barbosa e associados para debater a situação. De acordo com o presidente da entidade no Distrito Federal, a aérea prometeu que irá mandar um documento para a Abav-DF e também fará um comunicado ao mercado, além de tentar agilizar ainda mais a resolução das instabilidades do sistema B2B. Logo que isso for feito, a associação avaliará se cabe uma retratação ou não.

“Apenas prezei pelo bem-estar das agências. A situação é drástica e não faltou parceria por parte da Abav-DF. Tentamos de tudo antes de soltar o comunicado. Sempre fomos parceiros da Gol e sempre seremos. Até, porque, ficamos um ano e meio, por conta da pandemia, com a venda quase a zero, e tudo que mais queremos é vender. Queríamos estar vendendo muito mais, mas o sistema não está ajudando”, finaliza.

O Portal PANROTAS também entrou em contato com a companhia aérea, mas ela informou que não vai comentar o assunto.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA