CRUZEIROS

MSC Bellissima inicia era da Inteligência Artificial a bordo

A MSC está oficialmente na era da Inteligência Artificial. Na noite desta quarta-feira (27), o novíssimo MSC Bellissima iniciou sua primeira viagem marítima com a presença de uma assistente virtual focada nos hóspedes a bordo. Trata-se de Zoe, a primeira tecnologia do tipo a ser introduzida em cruzeiros pelo mundo.

Em entrevista à PANROTAS, o diretor de Inovação e Novos Negócios da MSC, Luca Pronzati, revelou que mais de dois milhões de perguntas, considerando sete idiomas, foram feitas durante o treinamento do aparelho. De início, a nova tecnologia tem cerca de 800 questões programadas para resolver instantaneamente.

Marcel Buono
Luca Pronzati, diretor de Inovações e Novos Negócios da MSC
Luca Pronzati, diretor de Inovações e Novos Negócios da MSC
“Os tipos de perguntas mais frequentes dos nossos hóspedes variam muito de acordo com suas nacionalidades, mas as dúvidas mais comuns são aquelas que começam com ‘onde fica’. Com a Zoe, os passageiros não precisarão se deslocar à recepção ou procurar por um membro de tripulação para saber onde, por exemplo, fica algum restaurante específico, o spa, as piscinas, e todas as atrações que o Bellissima oferece”, explicou Luca Pronzati.

Desenvolvida em parceria com a Harman e a Samsung Electronics, a novidade é ativada por voz e inclui a língua portuguesa na sua programação. Para iniciá-la, basta dizer "Ok, Zoe".

“Com o tempo e, consequentemente, com a interação entre a Zoe e os passageiros, o sistema irá se desenvolvendo, aprendendo com os usuários e abrindo novas possibilidades de perguntas e respostas. Tudo em sete línguas, com suas respectivas peculiaridades”, disse Pronzati.

Além de sanar dúvidas frequentes de passageiros, a tecnologia baseada em inteligência artificial também funciona como alternativa para agendar horários para as atividades disponíveis a bordo, como sessões de relaxamento, excursões, mesas de restaurantes, entre outras.

Reprodução/MSC Cruises
Detalhe da nova tecnologia adotada pela MSC a partir do Bellissima
Detalhe da nova tecnologia adotada pela MSC a partir do Bellissima
“No futuro, queremos que a Zoe possa oferecer um atendimento mais personalizado, sabendo os gostos e preferências de cada passageiro de antemão. É preciso saber com quem você está lidando para saber como ajudar da melhor maneira possível. E o uso de big data é fundamental nessa missão”, contou o executivo, que se mostrou ciente dos diferentes tipos de clientes que embarcam nos navios da companhia e das possíveis dificuldades de cada um.

“Lidar com pessoas de diferentes nacionalidades e idades é um grande desafio, e sabemos que os jovens, no geral, têm mais facilidades com novas tecnologias, mas queremos que todos se sintam conectados com a viagem, tendo uma experiência de bordo integrada”, completou.

LADO A LADO COM OS HUMANOS
De acordo com a MSC, a tecnologia, pela primeira vez utilizada na história dos cruzeiros do mundo, será adotada em todos os futuros navios da companhia e também poderá ser adaptada a algumas embarcações já existentes, como o Seaview, inaugurado no ano passado. Porém, a ideia da empresa não é substituir o trabalho humano.

“O atendimento proporcionado pelos funcionários da MSC é um dos nossos diferenciais e não temos a intenção de fazer com que máquinas substituam o trabalho de membros da tripulação, nem no futuro, mas sim que aprimorem a experiência de quem está a bordo. Ela proporciona uma economia de tempo tanto para o hóspede como para quem trabalha no navio”, falou Pronzati.

Segundo o executivo, Zoe poderá ser integrada ao aplicativo para smartphones da armadora dentro do programa MSC for Me, e mais tecnologias serão adotadas nos próximos anos a bordo das embarcações da empresa.

“A robótica também está na mira da MSC. Estamos estudando o uso de robôs que possam ajudar os hóspedes que circulam pelos nossos navios e, em breve, poderemos ter novidades neste tema”, revelou.

O Portal PANROTAS viaja a convite da MSC, com proteção Intermac.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA