MSC retira Cuba de itinerários após regulamentação dos EUA

|

A MSC anunciou que Cuba não fará mais parte dos itinerários dos seus cruzeiros com origem em portos dos Estados Unidos. De acordo com a armadora, a retirada segue as recentes medidas aplicadas pelo governo norte-americano que reforçam o bloqueio econômico sofrido pela ilha caribenha há mais de 50 anos.

“Devido a essas mudanças substanciais na legislação e regulamentação dos EUA, o MSC Armonia não está mais autorizado a fazer escala no porto de Havana, em Cuba, como parte de suas viagens atuais pelo Caribe. Os portos alternativos de Key West, na Flórida; Costa Maya e Cozumel, no México; e George Town, nas Ilhas Cayman; substituirão a capital cubana. Os demais destinos do MSC Armonia permanecerão conforme originalmente planejado”, informou o comunicado da empresa.

Wikicommons
MSC Armonia não passará mais por Cuba
MSC Armonia não passará mais por Cuba
Segundo a armadora, os hóspedes com reservas no MSC Armonia e seus agentes de viagens já foram informados sobre a situação. Como solução, foram oferecidos créditos de US$ 400 por cabine, com possibilidade de reembolso caso tal valor não seja totalmente utilizado durante o cruzeiro. Excursões compradas para Havana também serão automaticamente reembolsadas.

Também há a possibilidade de mudar de navio e itinerário. De acordo com a MSC Cruzeiros, taxas de cancelamento não serão cobradas e o que já foi pago poderá ser transferido para uma nova reserva.

Em vigor desde 5 de junho, as novas regulamentações restringem viagens de cidadãos norte-americanos à Cuba, proibindo que navios de cruzeiros, além de outros tipos de embarcações, atraquem no país.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA