Mercado de cruzeiros ainda se movimenta em 2020?

|

Participaram da live: Estela Farina, da Norwegian Cruise Line Holdings, Artur Andrade, da PANROTAS, Ricardo Amaral, da R11 Travel, Thiago Vasconcelos, da Pier 1 Cruise Experts, e João Filho, da Crystal Cruises
Participaram da live: Estela Farina, da Norwegian Cruise Line Holdings, Artur Andrade, da PANROTAS, Ricardo Amaral, da R11 Travel, Thiago Vasconcelos, da Pier 1 Cruise Experts, e João Filho, da Crystal Cruises
Com volta ainda incerta por conta das restrições de países, portos e empresas aéreas e prazos ampliados de retorno nas principais armadoras, o mercado de cruzeiros vive a espera por sua retomada. Mas será que ainda há tempo para navegações em 2020? Essa foi uma das perguntas realizadas durante a live Check Point, da PANROTAS e Imaginadora, com apoio R1, que hoje (4) recebeu especialistas no tema.

A conversa semanal contou com a presença de Estela Farina, diretora Norwegian Cruise Line Holdings (que tem as marcas Oceania e a Regent Seven Seas Cruises), João Filho, diretor de Vendas da Crystal Cruises na América Latina, Caribe e Bermuda, Ricardo Amaral, da R11 Travel (representante da Royal Caribbean Cruises, que tem as marcas Azamara, Celebrity Cruises e Silversea Cruises), e Thiago Vasconcelos, diretor-executivo da Pier 1 Cruise Experts, especialista em cruzeiros de luxo. A mediação foi feita pelo editor-chefe da PANROTAS, Artur Luiz Andrade.

Mesmo sem uma resposta definitiva, em linhas gerais, há confiança dos especialistas para a volta dos cruzeiros ainda este ano, mesmo que com restrições. Há ainda boa expectativa para um cenário movimentado a partir do ano que vem, com a soma das reservas já feitas, os reagendamentos frutos das políticas de adotadas nos últimos meses e os bom preços oferecidos atualmente.

"Temos uma expectativa de volta para 2020 sim. O que não sabemos responder ainda é onde e quando", afirma a diretora da NCL, Estela Farina. De acordo com a executiva, para se ter certeza de uma data de volta ainda há muitas questões ainda sem respostas. "Os cruzeiros internacionais têm muitas variáveis que influenciam na volta, como aéreo para os destinos, sabermos se o brasileiro será aceito nesses locais, se esses lugares estão seguros e que o ambiente do navio está seguro. Tudo isso é importante para garantir a segurança a bordo e permitir a volta", complementa.

Para a representante da NCL, há muitos senões que precisam de respostas e um planejamento que se altera à medida que a situação do mundo vai se modificando. "Ainda recebemos reservas para 2020 e apostaria nos últimos meses do ano como os da volta, mas hoje em dia não há muita garantia", acrescenta.

SEM PODER ERRAR
Ricardo Amaral, da R11 Travel, lembra que mesmo com queda de 95% no fluxo de vendas, a empresa ainda permanece comercializando viagens, inclusive para este ano. "O que está acontecendo neste momento e o que será fundamental para a volta é a definição de protocolos e cuidados", aponta. "Fazemos parte de um setor que não pode errar e no qual esses processos de segurança para a volta serão fundamentais".

Quem também acredita numa volta ainda este ano é João Filho, da Crystal Cruises. O gestor acrescenta ainda que os cruzeiros fluviais e de alto luxo, que já tinham alguns cuidados de distanciamento mais instalados, sejam os primeiros a voltar. "Já temos alguns sinais de companhias na Europa, traçando roteiros", cita. Iates e as viagens fluviais são suas maiores apostas para este ano.

Já o diretor-executivo da Pier 1 Cruise Experts crê que para 2020 o que deve ocorrer é uma retomada parcial, de acordo com a melhores condições para destinos e frotas. "Claro, companhias de luxo terão maior facilidade para voltar antes. Esse tipo de produto vai ter retomada mais ágil mas tem que ser zeloso para não atingir a credibilidade dos navios, que foram até taxados de vilões com essa pandemia", pontua.

E todos concordam com dois pontos: o papel do agente de viagens foi essencial no começo da pandemia e será na retomada, com todo seu conhecimento do produto; e é preciso estar atento às datas para 2021, pois com os adiamentos e promoções, o próximo ano será de muita procura por cruzeiristas ávidos a voltar pro mar. É prevista também para 2021 uma vacina contra o novo coronavírus.

A live Check Point é uma parceria entre PANROTAS e Imaginadora, com apoio da R1.

A live completa pode ser vista na integra no vídeo abaixo.


 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA