Planos da MSC para a volta gradual dos cruzeiros; assista live

|

Convidado do dia na LIVE PANROTAS – Retomada das Viagens, o diretor geral da MSC Cruzeiros no Brasil, Adrian Ursilli, revelou como ocorre a retomada gradual das atividades da companhia pelo mundo. Possibilitada pelo protocolo de segurança e saúde, criado pela própria companhia, a volta aos mares começou ainda no mês passado com cruzeiros pela Europa a bordo do MSC Grandiosa. O regresso da maior parte das embarcações, porém, só vai ocorrer no final de outubro e na América Latina, um pouco adiante, na metade de novembro.

Emerson Souza
Ursilli foi o convidado do dia na Live PANROTAS
Ursilli foi o convidado do dia na Live PANROTAS
"O retorno deve sempre ser gradual, cauteloso e seguro, em todos os sentidos. Foi assim que a MSC escolheu agir com sua operação para a volta", reforça Ursilli acrescentando que a nova experiência nos navios da empresa não tiveram sua essência modificada, apesar do novo formato.

No compasso de cautela citado pelo gestor, o plano de retomada ganha corpo a partir de novembro, quando voltam as operações no Caribe e a frota do Mediterrâneo será reforçada. Na metade do mês começa a temporada na América do Sul com quatro embarcações e a partir de dezembro e a vez das viagens de Dubai voltarem a acontecer.

Todo esse processo de volta, vale lembrar, reforçado pelos protocolos da empresa (resumidos num vídeo lançado hoje) e também de acordo com um projeto maior de expansão que, mesmo com os efeitos da pandemia, não foram alterados. Esse plano prevê inaugurações de duas embarcações nos próximos anos e aumento significativo da frota até 2030. "Não precisamos demitir funcionários e continuamos a acreditar no produto, na filosofia, nos nossos barcos e serviços. A prova disso é a maneira como conduzimos esse processo de volta", aponta Ursilli.

Mesmo com a manutenção da maioria dos projetos, algumas ações deixaram de ocorrer momentaneamente. Um desses casos são as viagens com voos fretados ou assentos bloqueados, como nos casos de viagens para Martinica e Dubai. "Nesse momento não teremos voos fretados como era o caso de alguns produtos que oferecíamos. O fretamento e bloqueio de assentos nesse momento não está muito dentro da nossa postura mais cautelosa mas para a temporada 21/22 volta tudo e muito mais", assegura Ursilli.

FLEXIBILIDADE COMERCIAL
Na reunião virtual, o executivo falou ainda sobre as políticas de flexibilização comercial adotadas pela empresa nos últimos meses. No caso das viagens que já estavam marcadas e não puderam ser realizadas, Ursilli lembrou que a MSC ofereceu 100% do valor arcado para uma nova viagem e mais 200 euros ou dólares para ser consumido a bordo. "Também oferecemos um bônus de 5% em comissionamento para o agente que fizer a remarcação. Achamos essa uma atitude justa, ponderada e que ajuda o agente nesse momento difícil" afirma.

Para reservas futuras, o plano de flexibilidade da companhia permite que toda reserva pode ser remarcada sem penalidade até 15 dias antes do cruzeiro. A medida vale para qualquer cruzeiro da empresa.

Veja abaixo a live completa no vídeo abaixo, que teve participação de Inês Bellini, da Mendes Turismo, Rodrigo Stocco, da Renase Eventos, e Ricardo Bittar, da Personal VIP Travel.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA