Cruzeiros da NCL voltam em julho, para vacinados

|

Divulgação
Hoje (5), a Norwegian Cruise Line Holdings anunciou que exigirá que todos os passageiros e tripulantes de seus navios fossem "100% vacinados" duas semanas antes do embarque. A empresa controladora da Norwegian Cruise Line, da Regent Seven Seas Cruises e da Oceania Cruises tem planos para retomar cruzeiros a partir de julho conforme carta escrita por Frank Del Rio, o presidente e CEO da empresa, dirigida à diretora do CDC, Rochelle Walensky. As informações são do portal USA Today.

A intenção, disse Del Rio, é que a política de vacinação se aplique a todos os navios, independentemente do porto de embarque. Nenhuma faixa etária estará isenta da obrigação de vacinação. A exigência vem na esteira da orientação adicional para navios de cruzeirodivulgada pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças na sexta-feira como parte de sua Estrutura para Ordem Condicional de Vela (CSO), inicialmente publicada em outubro, que se destina a ajudar a orientar as linhas de cruzeiro no retorno a navegação.

"A Norwegian Cruise Line Holdings está simplesmente seguindo uma sugestão do CDC e montando um plano abrangente, robusto e com base científica que nos permite operar da mesma forma que as companhias aéreas estão operando, cassinos, resorts, parques temáticos e estádios estão operando agora", Del Rio disse, referindo-se ao anúncio de sexta-feira do CDC que pessoas totalmente vacinadas podem viajar com baixo risco.

Em sua carta a Walensky, Del Rio traçou planos para a retomada, incluindo:

  • Todos os passageiros que embarcam ou desembarcam em um porto dos EUA apresentam prova de estarem totalmente vacinados pelo menos duas semanas antes da partida.
  • Toda a tripulação deve ser vacinada pelo menos duas semanas antes do início de suas tarefas a bordo.
  • A Norwegian Cruise Line incorporará o protocolo de segurança desenvolvido pelo Healthy Sail Panel, uma força-tarefa reunida com a Royal Caribbean. O protocolo inclui teste, uso de máscara, higienização e muito mais.
  • A Norwegian Cruise Line começará a navegar em 4 de julho com capacidade limitada a partir de 60% e com aumento de 20% a cada 30 dias.

A vacinação, combinada com outros requisitos, criará um ambiente "semelhante a uma bolha" a bordo, de acordo com a carta. "Ao exigir a vacinação total e completa dos passageiros e da tripulação, acreditamos que nossos extensos padrões de saúde e segurança compartilham o espírito e excedem a intenção da Ordem de Vela Condicional existente do CDC para promover as metas de saúde pública e proteger os hóspedes, tripulação e as comunidades que visitamos", escreveu Del Rio na carta, solicitando que o CDC retirasse seu pedido para que seus navios possam partir de portos dos EUA a partir de 4 de julho.

Frank Del Rio também disse que embora tenha havido "grande discussão" sobre como usar a tecnologia para provar o estado de vacinação de alguém, esse tipo de banco de dados ainda não está pronto e não estará por algum tempo. "Enquanto isso, usaremos papel. Teremos padrões, é claro; vamos examiná-los com atenção. Entendemos os riscos do papel, mas a realidade é que a tecnologia digital simplesmente não estará pronta por muito tempo", disse Del Rio, observando que a Norwegian aceitará qualquer prova "em papel" que as pessoas tenham, incluindo cartões de vacinação, certificados e cartas de médicos.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA