DESTINOS

Brasil e China se aproximam para incrementar fluxo turístico

Bo Wei
Allison Andrade, da Embratur, e Zhang Xilong, do Ministério da Cultura e Turismo da República Popular da China, no evento
Allison Andrade, da Embratur, e Zhang Xilong, do Ministério da Cultura e Turismo da República Popular da China, no evento
A Embratur participou da Noite do Turismo da China, evento que visa aproximação e estreitar o relacionamento com o trade brasileiro para gerar negócios. O instituto aproveitou a oportunidade para apresentar alguns destinos brasileiros para os operadores e autoridades governamentais da China.

Esse foi o primeiro evento oficial do país na América Latina. Autoridades de 15 destinos da região e 32 profissionais chineses se reuniram com agentes e operadores brasileiros para trocar experiências.

A presidente da Embratur, Teté Bezerra, demonstrou seu entusiasmo com essa aproximação e relembrou algumas das iniciativas governamentais brasileiras criadas recentemente para explorar esta parceria.

AÇÕES
Este ano, a Embratur promoveu a maior missão brasileira voltada especificamente para o Turismo na China, com o fortalecimento de ações conjuntas com países sul-americanos, como a Argentina, para promoção de roteiros integrados.

Foz do Iguaçu, no Paraná, foi apresentada especialmente por ser um destino compartilhado entre os dois países e com grande potencial para o ecoturismo e o turismo de natureza, segmentos que agradam o perfil do turista chinês.

Em maio de 2018, o instituto levou o estande do Brasil para a ITB China em Xangai, com uma comitiva de 12 organizações brasileiras dos setores público e privado para fechar negócios com os receptivos chineses.

Foram promovidos também roadshows em Pequim, Xangai, Cantão e Hong Kong, com a presença de mais de 600 representantes de empresas do trade turístico chinês.

Também este ano, a Coordenação-Geral de Inteligência Competitiva e Mercadológica do Turismo da Embratur lançou o novo produto: Mercado China. O material, com informações específicas sobre o turismo chinês, permite uma melhor compreensão de tal público.

O documento pode ser acessado aqui.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA