DESTINOS

WTTC acha que mortes não afetarão Rep. Dominicana e elogia

Wikicommons
Gloria Guevara, presidente e CEO do WTTC
Gloria Guevara, presidente e CEO do WTTC
O Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC) emitiu um comunicado após os casos de mortes de turistas norte-americanos durante suas férias na República Dominicana. De acordo com a organização, o país caribenho "é uma referência mundial do setor graças à oferta, segurança e serviços, não tendendo a ser afetado a longo prazo".

Vital para a economia nacional, o Turismo representou 17,2% do PIB e 16% dos empregos gerados no último ano. No total, os turistas gastaram quase US$ 8 bilhões (cerca de R$ 30 bilhões) durante suas estadas na ilha, representando aproximadamente 40% das receitas oriundas do exterior.

LEIA TAMBÉM
Aéreas permitem cancelamento grátis na Rep. Dominicana
Pedidos de reembolsos sobem 127% na Rep. Dominicana
Destinos do Caribe crescem após insegurança dominicana

De acordo com a presidente e CEO do WTTC, Gloria Guevara, as autoridades responsáveis, assim como associações hoteleiras, já estão investigando as recentes mortes ocorridas em propriedades dominicanas, não havendo a necessidade de rebaixar o excelente valor da oferta turística do destino. Para o WTTC, os incidentes não afetarão a história de sucesso do Turismo da República Dominicana.

Segundo os dados do conselho, os Estados Unidos representaram 36% das chegadas de turistas ao país em 2018, sendo seguidos por Canadá, com 13%, Alemanha e França, com 4%, e Espanha, com 3%. Entre os motivos de viagem, 92% foram a lazer, enquanto os demais viajaram a negócios.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA