Ilhas Virgens Britânicas anunciam reabertura ao Turismo

|


Divulgação
Teste PCR negativo, seguro-viagem com cobertura para covid-19 e registro on-line, estão entre as exigências
Teste PCR negativo, seguro-viagem com cobertura para covid-19 e registro on-line, estão entre as exigências
O governo das Ilhas Virgens Britânicas anuncia a reabertura de suas fronteiras aéreas para visitantes estrangeiros a partir do dia 1º de dezembro, e, em 8 dezembro, também o terminal marítimo de barcos, em Roadtown, na ilha de Tortola. O anúncio se alinha ao lançamento da campanha #BVILove, que divulga os protocolos de biossegurança estabelecidos para a retomada das operações e serviços turísticos.

Os procedimentos obrigatórios de entrada nas Ilhas são:
  • Apresentar teste negativo de covid-19;
  • Apresentar registro no bvigateaway.bviaa.com (preenchido em até 48 horas antes do embarque);
  • Apresentar seguro-viagem que inclui cobertura para covid-19;
  • Submeter-se a teste PCR, e se negativo, os visitantes seguirão para quarentena de apenas quatro dias, monitorada por aplicativo via celular – cada hóspede mantendo-se em seu destino escolhido, sejam eles hotéis, vilas, charters, entre outros;
  • Submeter-se a novo teste PCR no quarto dia em território, e se negativo, a permanência então é livre.
Para crianças menores de cinco anos não são exigidos testes. O visitante deve pagar US$ 175 pelos dois testes PCR realizados no destino. O mesmo teste pode ser utilizado para conexão ao território via Aeroporto de San Juan, em Porto Rico, e via St. Marteen, nos Países Baixos.

Segundo o premiê das Ilhas Virgens Britânicas, Andrew A. Fahie, o território será reaberto seguindo protocolos rígidos de segurança, guiados na ciência e na tecnologia.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA