Para WTTC, não há mais justificativa para Reino Unido manter lista

|

Divulgação/IAG
Julia Simpson, presidente e CEO do WTTC
Julia Simpson, presidente e CEO do WTTC
Para o Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC) não há necessidade de o Reino Unido ainda manter uma lista vermelha de países e territórios, com rígidas restrições. Ontem (7), o destino tirou o Brasil e outras 46 regiões desta lista, permitindo que brasileiros vacinados entrem sem a necessidade de quarentena.

Veja abaixo o que a presidente e CEO do órgão, Julia Simpson, diz a respeito da lista, que ainda conta com sete países – Colômbia, República Dominicana, Equador, Haiti, Panamá, Peru e Venezuela.

“Não há justificativa para uma lista vermelha permanecer no Reino Unido. Outros países perceberam que as medidas globais do país não são mais necessárias e, em vez disso, avaliam o risco individual e se os viajantes foram totalmente vacinados.

Embora esta seja uma ótima notícia para países como a África do Sul
– e Brasil –, que foram severamente afetados por seu status de lista vermelha, dar as boas-vindas a todos os viajantes totalmente vacinados, independentemente do país de origem, é fundamental para reiniciar uma viagem internacional segura.”
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA