Movida

Karina Cedeño   |   14/02/2024 15:36

América Latina terá alta de 12% de turistas internacionais no 1º semestre

Aeroportos de Cancún, Panamá e Cidade do México terão maior capacidade de passageiros


Divulgação
Crescimento na procura reflete-se no aumento da capacidade de passageiros das companhias aéreas
Crescimento na procura reflete-se no aumento da capacidade de passageiros das companhias aéreas

O Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC), em colaboração com a ForwardKeys, divulgou os resultados da mais recente análise sobre tendências de viagens, que estabelece que a América Latina reportará um crescimento de 12% na chegada de visitantes internacionais no primeiro semestre deste ano, superando os níveis registrados no mesmo período de 2019.

A análise indica que os principais destinos da região incluem:

  • El Salvador, com um crescimento estimado de 157% nas chegadas para este primeiro semestre, em comparação com o mesmo período de 2019;
  • Nicarágua (+142%);
  • Guatemala (+52%);
  • Honduras (+49%);
  • Costa Rica (+35%);
  • México (+31%) e
  • Colômbia (+24%).


O crescimento na procura reflete-se no aumento da capacidade de passageiros das companhias aéreas, com alta de 16% (62,3 milhões de assentos) durante o primeiro semestre deste ano, superando os níveis de 2019 no mesmo período.

Da mesma forma, a pesquisa revela que os terminais aéreos com maior mobilidade de passageiros na região são:

  • Cancún, que reportará um aumento estimado de 45% em passageiros internacionais durante o primeiro semestre deste ano, em comparação com o mesmo período de 2019, o que representa 6,8 milhões de passageiros;
  • Panamá, com 5,5 milhões de passageiros, e
  • Cidade do México, com 5,2 milhões no primeiro semestre deste ano.


Além disso, o estudo revela uma lista dos mercados emissores mais importantes para a região, entre os quais estão: Estados Unidos, Canadá, México, Espanha e Alemanha.

“O compromisso da América Latina com viagens e Turismo não se reflete apenas nos dados positivos, mas também nos esforços das esferas pública e privada para impulsionar o crescimento do setor”, destaca a presidente e CEO do WTTC, Julia Simpson.

“A região experimentará um aumento impressionante de 12% nas chegadas de visitantes internacionais durante o primeiro semestre deste ano, ultrapassando os níveis máximos de 2019. Isto sublinha o papel fundamental que a América Latina desempenha no cenário turístico global, tendo um marco no seu crescimento. e reafirmando sua atratividade para viajantes internacionais.”

Olivier Ponti, vice-presidente de Insights da ForwardKeys, coplementa: “A América Latina está experimentando um crescimento extraordinário na chegada de visitantes internacionais, refletindo não apenas o compromisso dos governos locais com o setor, mas também o esforço conjunto com o setor privado para impulsionar o crescimento do Turismo na região.”

“A capacidade de antecipar e compreender as tendências de viagem permitiu que estes destinos adaptassem as suas estratégias de forma eficaz, atraindo viajantes e prolongando as suas estadas. Esta abordagem centrada em dados não só impulsiona o crescimento do Turismo, mas também cria oportunidades significativas para os gastos dos visitantes na América Latina.”

A análise indica que quase 70% dos viajantes farão estadas médias na América Latina (variando de quatro a 13 noites), enquanto estadas curtas e longas representam percentuais menores entre os viajantes (7% e 23%, respectivamente). Isso significa que os visitantes permanecem mais tempo em destinos latino-americanos.

De acordo com dados do CoStar, as taxas de ocupação na região (incluindo México e Caribe) aumentaram de 58,7% em 2022 para 61,2% em 2023. Em comparação com 2019, as taxas de ocupação aumentaram 2,3% (sendo a taxa de ocupação em 2019 de 59,8%).

Tópicos relacionados

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA

Mais notícias