Artur Luiz Andrade   |   29/12/2023 11:55   |   Atualizada em 29/12/2023 12:10

Quais as maiores surpresas de 2023? Selecionamos algumas notícias

De demissões a recontratações, Turismo nos surpreendeu no ano que se encerra

De repente você está quase fechando o computador e chega uma notícia bombástica via comunicado de imprensa corriqueiro. No outro, no meio da feira, alguém grita “fogo” e pega fogo mesmo. Com outras notícias os rumores vêm em um crescendo e mesmo quando todo mundo já sabe o que será anunciado, o burburinho e a repercussão são inevitáveis.

O que mais te pegou de surpresa em 2023? Para começar, te damos uma ajudinha:

PANROTAS / Emerson Souza
Eduardo Bernardes deixa a Gol Linhas Aereas
Eduardo Bernardes deixa a Gol Linhas Aereas

1 – Eduardo Bernardes fora da Gol depois de duas décadas. Em sua reestruturação, em um ano difícil, a Gol deu uma guinada no comando comercial, substituindo Edu Bernardes, na empresa desde sua fundação, por Carla Fonseca, então presidente da Smiles. De Bernardes, nem uma palavra. Ao menos não uma oficial. Rumores, porém...

PANROTAS / Filip Calixto
Fabio Godinho comanda a nova velha CVC
Fabio Godinho comanda a nova velha CVC

2 – A volta da velha nova CVC, com vários demitidos da gestão anterior voltando a fazer o que sabem fazem muito bem. A CVC já tentou inventar a roda algumas vezes e sempre deu muito errado. O time experiente, geralmente desprezado pelas novas gestões, fica somente sentado na calçada, esperando ser chamado para entrar em casa novamente. A nova velha CVC trouxe todo mundo de volta e trocou simplesmente todos os ex-diretores. Exceção honrosa: Fabio Mader.

Roberto Castro/ Mtur
Ministro Celso Sabino
Ministro Celso Sabino

3 – Troca de ministro do Turismo no meio do primeiro ano do governo Lula (talvez nem tanta surpresa assim...). A gente já sabia que o governo olhava para o MTur como moeda de troca política, mas com seis meses de nova gestão? A política sempre nos surpreendendo... negativamente. Com isso se perde tempo e recursos importantes. Mas a gente segue acreditando.

PANROTAS / Emerson Souza
Ana Maria Berto
Ana Maria Berto

4 – Venda da Orinter para um player internacional, a Mondee, que posteriormente também comprou a Interep. Por essa ninguém esperava. De repente os rumores eram realidade e a repercussão foi enorme. Afinal, quem depois da pandemia não teve seu nome envolvido em possíveis negociações de compra e venda? Com a Orinter, a informação era quentíssima.

PANROTAS / Emerson Souza
Alexandre Cavalcanti, diretor da American Airlines
Alexandre Cavalcanti, diretor da American Airlines

5 – As demissões em massa no Comercial da American Airlines, incluindo no Brasil. O fim de uma era. Sai o relacionamento, entra o menu de atendimento digital. Aperte 1 se você acha que vai dar certo. Aperte 2 se você quer fazer o mesmo. Aperte 3 se você não está nem aí.

6 – Política da Gol de cobrar pelo atendimento aos agentes de viagens em seu call center. Taxa de R$ 50 para ligações que poderiam ser resolvidas no site. No último mês do ano, uma surpresinha para os agentes de viagens. Se ligar e a solução estiver no autoatendimento, R$ 50. A medida começou a valer no último dia 20? E para as opiniões divergentes? Vai ter juiz de conciliação? Estamos aguardando o balanço das primeiras semanas da cobrança. Até agora, não temos ouvido muitos gritos.

PANROTAS / Emerson Souza
Carlos Prado
Carlos Prado

7 – Racha na Abracorp, com a saída da Tour House. São poucos e têm muitas diferenças. Nos bastidores, tem-se uma ideia do que levou Carlos Prado a virar as costas para a Abracorp. Mas oficialmente, são discordâncias estratégicas.

PANROTAS / Filip Calixto
Jurema Monteiro, presidente da Abear
Jurema Monteiro, presidente da Abear

8 – Companhias aéreas fora da alíquota diferenciada na Reforma Tributária. Um susto no apagar das luzes. E as empresas aéreas agora precisam achar meios de compensar essa paulada no final do ano.

PANROTAS / Filip Calixto
Giovana Jannuzzelli
Giovana Jannuzzelli

9 – Dança das cadeiras no corporativo: Gervásio Tanabe troca Abracorp pela LTN, Gustavo Bernhoeft troca a LTN pela TP Corporate, agora no TP Group, Giovana Jannuzzelli troca a Alagev pelo TP Group, Humberto Machado assume a Abracorp e Luana Nogueira a Alagev. Ou seja, uma dança das cadeiras completa, que ainda pode ter desdobramentos em 2024.

PANROTAS / Rodrigo Vieira
Mariana Aldrigui deixa a Embratur
Mariana Aldrigui deixa a Embratur

E para você? Qual foi a principal surpresa de 2023? A volta da exigência de vistos para americanos, incluisive para tripulantes? Mariana Aldrigui pedindo para sair da Embratur em menos de um ano? As primeiras medidas do presidente argentino, Javier Milei (que acaba de recusar convite para entrar nos BRICS)? A desistência da Virgin Atlantic de voar para o Brasil em 2024 (empresa adiou para 2025)? Conta pra gente



Tópicos relacionados