ECONOMIA E POLÍTICA

Ministro do Turismo e Moro discutem modelos de segurança

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, reuniu-se com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, em Brasília, para discutir caminhos que visem diminuir os índices de violência no Brasil. A ideia é buscar exemplos internacionais que tiveram resultados positivos para adaptá-los à realidade brasileira.

Roberto Castro/MTur
Serio Moro e Marcelo Álvaro Antônio em Brasília
Serio Moro e Marcelo Álvaro Antônio em Brasília
“Para resolver o problema da segurança pública e permitir que diversas atividades econômicas, como o Turismo, se desenvolvam, é importante haver o braço duro do Estado, assim como o braço social”, declarou o chefe do MTur.

LEIA TAMBÉM:
Ministro sugere políticas de segurança e promoção para o Rio

O secretário de Segurança de Pernambuco, Murilo Cavalcanti, também esteve presente no encontro para dar seu parecer sobre a situação e o que pode ser feito no futuro. Ele é autor do livro As lições de Bogotá e Medellín. Do Caos à Referência Mundial, que aborda as soluções adotadas pelo governo colombiano para enfrentar a criminalidade extrema existente nas décadas de 1980 e 1990.

“O problema da violência é, em última instância, econômico, porque ele impede o crescimento das sociedades”, comentou Cavalcanti, que também foi responsável pela implantação dos Centros Comunitários da Paz (Compaz) em comunidades carentes pernambucanas.

CONFIRA:
Conheça os desafios de Marcelo Álvaro para o Turismo

Atualmente, há dois Compaz em funcionamento em Pernambuco, dois em fase de implantação e três com recursos do governo federal para serem implementados. Os locais oferecem atividades esportivas e artísticas aos moradores da região.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA