Destinos do Turismo: o que esperar da recuperação do setor pós-pandemia

|


Divulgação/Travelex
Personalidades do Turismo debateram sobre a reabertura gradual das fronteiras europeias
Personalidades do Turismo debateram sobre a reabertura gradual das fronteiras europeias
Com o avanço da vacinação contra a covid-19 em todo o mundo, diversos países estão reabrindo suas fronteiras para a entrada de turistas brasileiros, que começam a planejar suas próximas viagens internacionais, motivados pelos anúncios recentes. A lista já ultrapassa 30 destinos, muitos deles no território europeu, como França, Espanha, Itália, Portugal, Reino Unido, Alemanha, entre outros.

No entanto, a desvalorização do real ainda é um desafio – além de mais alguns outros - para grande parte dos viajantes. Pensando nisso, o Grupo Travelex Confidence reuniu executivos do setor para discutir, em um bate-papo, as perspectivas para a recuperação do Turismo internacional.

João Manuel, COO do Travelex Bank, Frederico Levy, vice-presidente do Conselho de Administração e diretor da Interpoint Viagens, Roberto Haro Neldeciu, presidente do Conselho de Administração da Braztoa e diretor da Raidho Viagens, e Rodrigo Vieira, editor do Portal PANROTAS, abordaram temas como: destinos que estão sendo comercializados hoje, a liberação de turistas imunizados com CoronaVac, limitação aérea, Projeto de Lei em aprovação no Senado, entre outros.

A desvalorização do real, como abordado por João Manuel no vídeo, ainda é um desafio para grande parte dos viajantes. No entanto, os especialistas em câmbio do Grupo Travelex Confidence orientam seus clientes e parceiros a comprar a moeda estrangeira aos poucos, assim é possível minimizar o impacto da oscilação do câmbio, pagar hotéis e outros serviços por meio de transferências internacionais, diversificar a forma de comprar a moeda com o cartão pré-pago multimoeda, investir em um seguro viagem com cobertura para casos de covid-19 e sempre procurar por instituições financeiras reconhecidas pelo Banco Central.

Caminhando para o encerramento da live, os convidados reforçaram que:
  • Alguns protocolos do pós-pandemia vieram para ficar;
  • Com o avanço da vacinação, a tendência dos turistas para viajar é maior;
  • As operadoras e agências de viagens estão qualificadas para prover a informação necessária ao viajante;
  • Hoje a oferta é maior que a procura. Quem deseja viajar no final do ano ou 2022, a hora é agora. A tendência é o aumento dos preços.
Também foi exposto a importância de consolidar o Brasil como um destino apto a receber turistas estrangeiros e se inserir no mercado internacional.

Ao final, os participantes deixaram ainda breves mensagens para quem atua no setor. Assista ao bate-papo completo no vídeo abaixo:

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA