EVENTOS

Chefe da Fórmula 1 confirma evento em São Paulo em 2020

Chase Carey, presidente executivo da FOM, empresa que detém os direitos comerciais da Fórmula 1, disse que a etapa brasileira do evento automobilístico seguirá em São Paulo em 2020. A afirmação contradiz o presidente Jair Bolsonaro, que na semana passada disse, por meio de sua conta oficial no Twitter, que o GP estaria de mudança para o Rio de Janeiro a partir do ano que vem.

Wikicommons
Autódromo de Interlagos receberá o evento em 2020, diz chefe da empresa responsável pelos diretos comerciais do GP Fórmula 1
Autódromo de Interlagos receberá o evento em 2020, diz chefe da empresa responsável pelos diretos comerciais do GP Fórmula 1

Em entrevista ao Uol Esporte, Carey disse que há um contrato assinado com São Paulo para a realização do evento em 2020. Porém, ele também confirmou que já existem negociações com o Rio de Janeiro. “Apreciamos o interesse das duas cidades, já que o Brasil é um mercado importante para nós e uma parte importante de nossa história”, afirmou.

LEIA TAMBÉM
Rio comemora Fórmula 1, mas SP confia em continuidade

O interesse em manter no Brasil a realização de uma das 21 etapas é muito grande. “Estamos focados e comprometidos em continuar correndo no Brasil. Só temos de resolver qual o melhor caminho para 2021”, disse Carey.

A construção do autódromo no Rio de Janeiro ainda não foi iniciada, assim como o processo de concessão da área - já que se trata de uma área de preservação da Mata Atlântica - também não foi concluído.

RESPOSTA DE SÃO PAULO

Na semana passada, o governador de São Paulo, João Doria, afirmou que não abrirá mão da corrida e que lutará pela manutenção do GP na capital paulista. "Tem um contrato a ser cumprido, e tem o prefeito [Bruno Covas] e o governador que vão lutar pelo seu Estado e pela sua cidade pela manutenção do GP em São Paulo. Não abrirmos mão da F1. É uma tradição em São Paulo, uma vocação da cidade, e o Autódromo Internacional de Interlagos é um dos melhores circuitos avaliados pelos pilotos."

Doria disse ainda que a área escolhida para o futuro autódromo no Rio de Janeiro não tem nada a oferecer. “Já sobrevoei o campo de Deodoro e não tem nada, rigorosamente nada".


*Fonte: Uol Esporte

conteúdo original: https://bit.ly/2W2jdpM
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA

As mais lidas agora